Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

20 Outubro de 2016 | 13h33 - Actualizado em 20 Outubro de 2016 | 13h33

Países africanos unem-se na defesa da adaptação da agricultura às alterações climáticas

Luanda - Vinte e sete países adoptaram a "Declaração de Marraquexe" e criaram uma aliança para colocar o tema da adaptação da agricultura africana às alterações climáticas no centro das negociações da COP22.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo um documento chegado hoje à Angop, durante uma cimeira realizada na ciidade de Marraquexe, Marrocos, em torno da Iniciativa para a Adaptação da Agricultura Africana (Iniciativa AAA), 20 ministros e 27 delegações adoptaram a “Declaração de Marraquexe”, a qual consolida o compromisso firmado entre esses países para colocar o tema da adaptação da agricultura africana no centro das negociações da COP22.

A COP22 será a 22ª Conferência das Partes e é um evento que se integra na Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, que se realiza em Novembro próximo naquela cidade marroquina. A declaração agora assinada dota a iniciativa de um plano de acção concreto, subscrito pelos 27 países representados durante a reunião, que contou com a presença de 300 participantes.

Assinaram a “Declaração de Marraquexe”, Argélia, Benim, Burquina Faso, Burundi, Camarões, Cabo Verde, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Egipto, Etiópia, França, Gabão, Gâmbia, Guiné, Costa do Marfim, Lesoto, Madagáscar, Mali, Mauritânia, Marrocos, Nigéria, República do Congo, Senegal, Seychelles, Sudão, Suazilândia e Togo.

A aliança consolidada em Marraquexe permite colocar o tema da adaptação da agricultura africana às alterações climáticas no centro das discussões da COP22, um objectivo que se estenderá para além do encontro que se realiza em Novembro.  

Após dois dias de discussões entre políticos, cientistas, académicos, líderes do sector privado e representantes de organizações internacionais, a cimeira concluiu, a 30 de Setembro de 2016, pela adopção da “Declaração de Marraquexe”, subscrita por 26 países africanos e a França, o que marca o início de uma coligação que visa colocar o tema da adaptação da agricultura africana no centro das negociações da COP22.

A Iniciativa AAA está determinada em responder às grandes expectativas fixadas para a grande cimeira, que decorre de 7 a 18 de Novembro em Marraquexe, de maneira a transformar o encontro no "COP para a acção" e no "COP para África", como muitas vezes tem já sido chamada.

Assuntos Agricultura  

Leia também
  • 25/11/2015 16:56:51

    Projecto envolve 150 mil camponeses em iniciativas agro-pastoris

    Luanda - Cento e cinquenta mil camponeses de 14 municípios das províncias do Bié, Huambo, Huíla e Malanje serão envolvidos no projecto de integração da resiliência climática nos sistemas de produção agrícolas e agro-pastoril, com arranque previsto para Janeiro de 2016..

  • 24/11/2015 18:44:23

    Luanda acolhe workshop sobre validação de projectos agro-pastoris

    Luanda - Um workshop de validação do projecto de integração da resiliência climática nos sistemas de produção agrícolas e agro-pastoril, através da gestão da fertilidade do solo em áreas chaves para a produção, vai ser realizado quarta-feira, em Luanda, pelo Ministério do Ambiente.

  • 05/03/2014 15:35:55

    Ministra do Ambiente reúne-se com presidente da FIDA

    Luanda - A ministra do Ambiente, Maria de Fátima Jardim, reuniu-se hoje (quarta-feira), em Luanda, com o presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Kanayo Nwanze, para abordar aspectos de interesse comum no quadro das questões climáticas.