Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

16 Março de 2017 | 14h05 - Actualizado em 16 Março de 2017 | 14h04

Unidade Técnica apela munícipes a evitar depositar inertes na via publica

Luanda - A Unidade Técnica no distrito urbano da Ingombota, município de Luanda, aconselhou aos munícipes da circunscrição e encarregados de obras a evitar depositar inertes na via pública.

Por: jose carlos gomes

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações hoje, quinta-feira, à Angop, o responsável da Unidade Técnica local, Anacleto Maculino, disse que durante as campanhas de limpeza e recolha de resíduos sólidos nos bairros da circunscrição, muitos moradores depositam grandes quantidades de inertes utilizados em obras de construção civil.

Na sua óptica, quando chove os inertes são arrastados pelas aguas, causando grandes transtornos nas vias e passeios.

Segundo disse, os referidos resíduos sólidos devem ser depositados em zonas apropriadas e não na via pública.

Defendeu a necessidade das autoridades administrativas da Ingombota agirem rigorosamente no âmbito da Lei das Transgressões Administrativas, com aplicação de multas.

De recordar que a Unidade Técnica local, intensificou desde o principio deste ano a limpeza das valas de drenagem, colectores, varredura de ruas e avenidas, no âmbito de um programa de saneamento básico.

O plano contempla, igualmente a realização de campanhas de sensibilização periódicas, no sentido de persuadir a população a manter uma postura correcta, no que toca ao acondicionamento do lixo e preservação dos esgotos e valas de drenagem.

O distrito ocupa mais de 50 porcento da zona urbana da cidade capital e passa duas importantes valas de drenagem, nomeadamente do Rio Seco e da Boavista, importantes para o escoamento de águas fluviais e residuais para o mar.

O distrito urbano da Ingombota tem cerca de 13,6 quilómetros quadrados e 400 mil habitantes, e é limitado a oeste com o Oceano Atlântico, a norte o Sambizanga, a leste o Rangel e a sul com a Maianga.

Leia também