Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

04 Julho de 2017 | 18h34 - Actualizado em 05 Julho de 2017 | 10h55

Malanje: Defendida construção de unidade de reciclagem de resíduos

Malanje - A construção de uma unidade de triagem e reciclagem de resíduos sólidos em Malanje foi sugerida hoje (terça-feira), nesta cidade, pela ministra do Ambiente, Fátima Jardim, visando a reutilização deste produto e melhoramento da imagem da cidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministra do Ambiente, Fátima Jardim

Foto: Antonio Escrivao

A ministra, que trabalha desde a manhã de hoje na província, fez esta proposta durante uma reunião com o governador local, Norberto Fernandes dos Santos "Kwata Kanawa", na presença do representante das Nações Unidas em Angola, Pier Paolo Balladelli, do presidente do Conselho de Administração da Endiama-EP, Carlos Sumbula, que visou concertar ideias para melhorar para preservação da fauna e da flora na província.

Segundo Fátima Jardim, a província de Malanje tem condições necessárias para materializar este projecto que visa, de igual modo, assegurar um plano de limpeza mais adequado, tendo por isso sugerido a inscrição do mesmo no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2018.

A governante disse ser também necessário a criação de um plano estratégico das alterações climáticas, de modo a facilitar a gestão e dar resposta aos impactos ambientais que têm ocorrido nos últimos tempos.

Nesta perspectiva, reiterou a importância de se continuar a educar a população sobre a melhoria da qualidade do meio ambiente e caça furtiva, com vista a preservação das espécies animais e florestais.

Fátima Jardim encabeça uma delegação da qual fazem parte o representante das Nações Unidas em Angola, Pier Paolo Balladelli, e o Presidente do Conselho de Administração da Endiama-EP, Carlos Sumbula, que desenvolveu uma jornada de trabalho de algumas horas no Parque Nacional de Cangandala, que visou inteirar-se do estado actual do mesmo e do nível de protecção da Palanca Negra Gigante.

Leia também