Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

13 Outubro de 2017 | 13h12 - Actualizado em 13 Outubro de 2017 | 13h11

Poluição sonora aumenta na vila do Nzeto

Nzeto - A administração municipal do Nzeto, província do Zaire, alertou hoje que vai punir os responsáveis pela poluição sonora que se regista com frequência no local, sobretudo em festas públicas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Centro da vila do Nzeto (foto arquivo)

Foto: Pedro Moniz Vidal

Em declarações à Angop, o chefe de secção municipal para Juventude, Desportos e Cultura no município do Nzeto, Pedro Dombele, apontou como  primeira medida o confisco dos equipamentos de som utilizados nas farras, mas antes deverá convocar os promotores de eventos culturais para orientações sobre a conduta correcta a seguir.

Em declarações à Angop, o responsável salientou que estas actividades aumentam na vila do Nzeto, com adolescentes e jovens como protagonistas. As festas iniciam ao cair da tarde e prolongam-se pela madrugada, incomodando a comunidade.

“Alguns recintos de festa encontram-se próximos do hospital municipal, facto que tem suscitado muitas queixas” - vincou Pedro Dombele, lembrando que a poluição sonora é uma transgressão administrativa.

Por sua vez, o padre da missão católica no Nzeto, António Ginga, disse que o barulho da música interfere nos momentos de culto.

“A nossa paróquia está no coração da vila e rodeada de bares, restaurantes e casas promotoras de eventos culturais, daí esta interferência na hora dos  cultos, o que nos preocupa” - queixou-se.

O rei do Nzeto, Alfredo Ricardo, aconselhou a realizaçao de acções educativas da população, com o envolvimento da comunidade, para desencorajar esta prática.

Apontou os bairros 1º de Maio, Kibonga, Kitana e Kimpaxi como os mais críticos em poluição sonora.

Localizado na zona costeira da província do Zaire, o município do Nzeto tem uma população estimada em mais de 47 mil habitantes, 29 mil dos quais na vila.

Leia também
  • 03/02/2019 16:33:37

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de segunda-feira (dia 04), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada a forte, acompanhada por vezes de trovoada em alguns municípios das províncias do Zaire, Cabinda, Bengo, Uíge, Malanje, Lunda Sul e Lunda Norte durante a manhâ e ao entardecer.

  • 02/02/2019 19:21:32

    Previsão do tempo

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de domingoo (dia 03), para a região norte do país, a ocorrência de chuva fraca a moderada, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Malanje, Lunda Norte e Lunda Sul durante a noite e ao longo da tarde.

  • 01/02/2019 15:33:06

    Fixada quota para importação de hidroclorofluocarbonos

    Luanda - Cento e setenta toneladas de hidroclorofluocarbonos (HCFCs) é quantidade que 42 empresas em Angola estão autorizadas a importar este ano.

  • 01/02/2019 14:04:23

    Elaboração de relatório sobre biodiversidade previsto para Março

    Luanda - A elaboração do sexto Relatório Nacional para a Convenção da Biodiversidade (6RNB) está prevista para Março de 2019, devido a transferência tardia dos fundos, no valor de 207.551 dólares.