Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

24 Fevereiro de 2018 | 06h06 - Actualizado em 24 Fevereiro de 2018 | 06h06

Cuando Cubango: Caçadores furtivos abatem 11 elefantes no Rivungo

Menongue - Pelo menos 11 elefantes foram abatidos por caçadores furtivos em 2017 no município do Rivungo, província do Cuando Cubango, revelou hoe (sábado) à Angop o administrador municipal local, Júlio Vidigal.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cuando Cubango: Júlio Vidigal - Administrador do município do Rivungo

Foto: Armando Morais

Elefantes no Cuando Cubango

Foto: ANGOP

Segundo o administrador, esta situação foi particada por caçadores furtivos zambianos com a conivência de cidadão nacionais que facilitam a acção.

A prontidão dos efectivos da Polícia Guarda Fronteira (PGF), garantiu o administrador, está a desencorajar os caçadores furtivos e daqueles que ao invés de apostarem na agricultura optam pelo o abate de animais.

Admitiu que a pressão dos caçadores furtivos é menor, em que no último trimestre de 2017 não se registou incidente com caçadores furtivos, uma realidade que gostava de ver continuada ao longo do ano em curso.

Fez saber que a PGF melhorou muito a situação de controlo da orla fronteiriça com a Zâmbia e Namíbia, com meios mais sofisticados assim como os fiscais ambientais receberam novas viaturas e melhores condições em relação ao ano de 2016.

Sem avançar dados estatísticos, Júlio Vidigal referiu que o número dos agentes que protege a fauna e a flora aumentou consideravelmente.

Recordou que o Rivungo é uma área tradicional de elefantes e algumas pessoas foram pra lá no tempo do conflito armado, mas que o governo tem sido despertando-as da existência de condições de regresso para as zonas de origem.

"A administração prevê efectuar o cadastramento para determinar o número de elefantes existentes na municipalidade ou ser estabelecida uma política de reassentamento das populações em algumas zonas onde os elefantes estão a fazer morada", prometeu.  

O parque nacional do Luengue-Luiana, situado no Rivungo, situa-se numa área de 22 mil 610 quilómetros quadrados.

Leia também
  • 03/08/2018 19:31:56

    Ministra preocupada com espécies de animais ameaçadas em extinção

    Luanda - A ministra do Ambiente, Paula Francisco, mostrou-se hoje (sexta-feira), em Luanda, preocupada com o elevado número de espécies animais da fauna e da flora nacional ameaçadas ou em vias de extinção abrangidas na Lista Vermelha das Espécies de Angola.

  • 02/08/2018 16:16:37

    Lançamento da lista vermelha das espécies em Angola

    Luanda - O Ministério do Ambiente, no âmbito da implementação da Estratégia Nacional de Conservação da Biodiversidade procede ao lançamento, sexta-feira, da lista vermelha das espécies da fauna e da flora em extinção e vias de extinção no país.

  • 18/07/2018 12:38:26

    Caçadores abatem 42 elefantes em 18 meses no Cuando Cubango

    Menongue - Quarenta e dois elefantes foram abatidos por caçadores furtivos nos municípios do Rivungo e Dirico, província do Cuando Cubango, no período de Janeiro de 2017 a Junho deste ano.

  • 17/07/2018 19:18:18

    Angola e África do Sul estudam transferência de 40 elefantes

    Menongue - O Ministério do Ambiente, o Fórum dos Combatentes da Batalha do Cuito Cuanavale (FOCOBACC) e ex-militares do ex-exército sul-africano (SADF), vão trabalhar, até ao mês de Novembro do ano em curso, na transferência de 40 elefantes para Angola.