Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

18 Julho de 2018 | 12h38 - Actualizado em 18 Julho de 2018 | 12h38

Caçadores abatem 42 elefantes em 18 meses no Cuando Cubango

Menongue - Quarenta e dois elefantes foram abatidos por caçadores furtivos nos municípios do Rivungo e Dirico, província do Cuando Cubango, no período de Janeiro de 2017 a Junho deste ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Elefantes no Cuando Cubango

Foto: ANGOP

A informação consta dos resultados operacionais do Serviço de Investigação Criminal da província, referentes a Janeiro de 2017 a Junho de 2018, a que a Angop teve acesso hoje (quarta-feira).

Os 40 elefantes abatidos representam 84 marfins que foram apreendidos, tendo quatro caçadores sido presos e condenados a cinco anos de prisão por crimes contra o ambiente.

Entretanto, o Ministério do Ambiente, o Fórum dos Combatentes da Batalha do Cuito Cuanavale (FOCOBACC) e ex-militares do ex-exército sul-africano (SADF) trabalham na transferência de 40 elefantes para Angola para o repovamento da espécie.

Leia também
  • 18/07/2018 12:23:25

    Moxico: Cidadãos chineses apreendidos por corte ilegal de madeira

    Luena - Três cidadãos chineses foram apreendidos nos últimos sete dias pela Polícia Nacional (PN) no município fronteiriço do Alto Zambeze, a 519 quilómetros a sudeste do Luena, província do Moxico, por corte e transportação de madeira.

  • 17/07/2018 19:18:18

    Angola e África do Sul estudam transferência de 40 elefantes

    Menongue - O Ministério do Ambiente, o Fórum dos Combatentes da Batalha do Cuito Cuanavale (FOCOBACC) e ex-militares do ex-exército sul-africano (SADF), vão trabalhar, até ao mês de Novembro do ano em curso, na transferência de 40 elefantes para Angola.

  • 17/07/2018 12:41:35

    IDF quer colaboração no controlo da flora na fronteira com Namíbia

    Ondjiva - O chefe do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) no Cunene, Abel Alcino Zamba, advogou a necessidade das comunidades residente ao longo do perímetro fronteiriço com a República da Namíbia a colaborarem na gestão, controlo e denúncia dos atentados à flora e fauna.