Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

05 Agosto de 2018 | 17h21 - Actualizado em 05 Agosto de 2018 | 17h21

Previsão marítima

Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até as 18h00 desta segunda-feira (dia 06 de Agosto), para as quatros regiões litorais de Angola, as seguintes condições climáticas para navegação marítima:

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Para a região de Cabinda (até 200 milhas da costa) 4 a 6 graus de latitude, neblina ou nevoeiro, vento na direcção Sudeste com uma força até dez quilotangos (ondas a atingirem até um metro e quatro centímetros de altura), mar pouco agitado e visibilidade horizontal fraca (até três  quilómetros).

No Zaire, Bengo, Luanda e Cuanza Sul, a latitude rondará entre os 6ºS e 12ºS, registar-se-á neblina ou nevoeiro, o vento soprará para as direcções Sudeste a Sudoeste com 8 a 18 KT (quilotangos), o estado do mar estará muito agitado, e a visibilidade horizontal fraca, abaixo dos quatro quilómetros.

Em Benguela, a latitude oscilará entre os 12ºS e 14ºS, o céu estará geralmente limpo, o vento seguirá a direcção sudoeste até 16 KT, as ondas poderão atingir 2.0 a 2.2 metros de altura, o mar estará pouco agitado localmente e a visibilidade horizontal fraca (inferior a três quilómetros).

Já no Namibe, espera-se por uma latitude de 14ºS a 18ºS  registar-se-á neblina ou nevoeiro. O vento soprará para a direcção quadrante sul  até 26 KT de força, as ondas atingirão até 36 metros de altura, o mar estará muito agitado e a visibilidade horizontal boa (superior a quatro quilómetros).

Assuntos Ambiente  

Leia também
  • 03/08/2018 16:11:08

    Nascentes do planalto Central agredidas pelo homem

    Huambo - As nascentes dos Bombeiros, Calomanda, Lufefena, Sacahala, Calondeia, Apuli, Calute, da Ravina (Munda) e Colongoe, situadas no Planalto Central, podem perder volume e qualidade da água, devido à agressividade do homem às áreas contíguas, com consequências que provocarão a seca.

  • 03/08/2018 16:09:11

    Angola sem rinoceronte preto, pinguim do cabo e hiena castanha

    Luanda - O pinguim do cabo, o rinoceronte preto e a Hiena Castanha são as espécies animais extintas da fauna angolana - indica a Lista Vermelha das Espécies de Angola tornada pública hoje em Luanda pelo Ministério do Ambiente.

  • 02/08/2018 13:43:48

    Lançado diagnóstico sobre educação ambiental em Malanje

    Malanje - Os bairros Carreira de Tiro, Canâmbua e Ritondo, na cidade de Malanje, beneficiam a partir de hoje (quinta-feira) do 1º diagnóstico comportamental da população sobre a educação ambiental, com incidência na produção de lixo.