Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

18 Janeiro de 2019 | 16h37 - Actualizado em 18 Janeiro de 2019 | 16h37

Município do Lobito recebe equipamentos para recolha de lixo

Lobito - Um camião compactador porta-caçamba e 40 contentores de 1.100 litros foram entregues hoje à Administração Municipal do Lobito, pelo Governo Provincial de Benguela, para dar resposta aos problemas de acumulação de lixo na cidade e algumas zonas da periferia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cidade do Lobito na província de Benguela

Foto: Pedro Parente

O governador provincial de Benguela, Rui Falcão, assistiu à cerimónia de entrega dos meios para limpeza urbana e dos arredores do Lobito, entre os quais se incluem, ainda, dez caçambas para depósito de resíduos sólidos pelos moradores, tendo em vista mitigar a falta de equipamentos no município.

Em declarações à imprensa, o administrador municipal do Lobito, Nelson da Conceição, considerou que o lixo acumulado na via pública, devido à recolha irregular, tem sido “um grande problema”, daí a preocupação das autoridades em adquirir cada vez mais equipamentos de limpeza.

O administrador afirmou ter recebido garantias da parte do governador de Benguela de que mais meios deste tipo serão adquiridos nos próximos tempos, de maneira a que os focos de lixo deixem de ser um problema de maior na circunscrição.

Relativamente à aquisição dos meios ora entregues, Nelson da Conceição declarou ter sido da responsabilidade da Administração Municipal do Lobito, no âmbito das suas atribuições, para ajudar na limpeza e trazer melhorias substanciais no saneamento básico na cidade.

Entretanto, o administrador admitiu serem ainda insuficientes os meios, devido à crescente pressão, mas espera que a população comece já a sentir os resultados, quer na zona baixa, quer na alta da cidade e periferia.

Já o director do Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários de Benguela, Elmano Inácio, associou a entrega dos meios para limpeza ao programa do governo local, no tocante às questões de saneamento das cidades do litoral.

Além do Lobito, o gestor do sector do Ambiente esclareceu que os municípios de Benguela e da Baía Farta também estão contemplados neste programa que, no fundo, visa dar outra imagem às cidades.

Elmano Inácio defendeu, no entanto, que as questões ambientais resolvem-se não apenas com meios, mas sensibilizando as comunidades, tal como a instituição tem feito através de palestras e campanhas de arborização das cidades.

O município do Lobito localiza-se na costa do Atlântico, tem uma extensão de 3.648 km² e cerca de 805 mil habitantes. Limita a Norte com o município do Sumbe, a Este com o município do Bocoio, a Sul com o município de Benguela e a Oeste com o Oceano Atlântico.

Leia também
  • 30/01/2019 11:06:42

    Engenheiro ambiental defende melhorias na recolha do lixo no Lobito

    Lobito - O engenheiro ambiental Isaac Sassoma alertou, esta quarta-feira, que a recolha dos resíduos sólidos na cidade e nas zonas periféricas do Lobito, na província de Benguela, carece de melhorias urgentes, de forma a evitar doenças causadas por vetores, como a malária.

  • 07/12/2018 10:23:17

    Relançado projecto de plantação de eucaliptos na Ganda

    Ganda - Cinquenta e sete mil plantas de eucaliptos estão ser plantadas desde quinta-feira, no Alto Catumbela, município da Ganda (Benguela), no quadro de repovoamento de perímetros florestais da antiga Companhia de Celulose e Papel de Angola (CCPA).

  • 28/09/2018 17:25:55

    Campanha de sensibilização ambiental arranca no Lobito

    Lobito - Uma campanha de sensibilização ambiental decorre desde hoje, sexta-feira, no Lobito, município a norte da província de Benguela, para despertar a sociedade sobre a necessidade de se manter a limpeza das áreas habitadas e, com isso, preservar o meio.