Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

02 Novembro de 2019 | 23h51 - Actualizado em 02 Novembro de 2019 | 22h18

Mais de 60 por cento da população possui gerador em casa

Luanda-Sessenta e cinco por cento da população do país possui gerador em casa para consumo de energia térmica alternativa, segundo cálculos do estudo do engenheiro mecânico, Franztes José Coxe.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Franztes José Coxe que apresentou estes cálculos neste sábado, à imprensa no quadro do primeiro workshop sobre Jornalismo e ambiente desenvolvimento sustentável, ressaltou que 100 por cento da energia consumida no Cabo Ledo é de origem térmica de geradores.     

Referiu que a quantidade de combustível que estes geradores consomem, tem automaticamente um impacto negativo no ambiente como poluentes e partículas finas, que resultam em doenças respiratórias para população.

Para se mitigar a situação, disse,deve haver no país energias alternativas como solar, eólicas e recuperação e valorização do lixo para explorar em forma de biomassa, a fim de se produzir energia para a população.

Apontou também a construção de centrais solares para produzir energia para iluminação pública, com um sistema que apague automaticamente durante a noite, por não se fazer sentido que ela permaneça ligada durante o dia e por custar muito dinheiro ao Estado.

O também especialista em energias renováveis, considerou que a implementação destas soluções deve acontecer de forma prioritária na província de Luanda, por se considerar o maior consumidor de energia.

Considerou importante a construção de barragens hídricas no país, mas para privilegiar a produção de energia pafim de alimentar as indústrias e os consumidores de maior potência.

De acordo com dados estatísticos definitivos do Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em 2014 pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), um milhão setecentos e setenta mil 728 é o número de pessoas que utilizam electricidade da rede pública de um universo de cinco milhões 544 mil 834 agregados familiares.

O documento refere que do número de agregados familiares setecentos e noventa mil trezentos e quarenta e uma pessoas usam candeeiro e quatrocentos e 18 mil e sessenta e dois usam velas.

Segundo o relatório, quinhentos e quinze mil 672 pessoas usam geradores, um milhão 751 mil 127 lanterna e 288 mil e 800 usam lenha.


 

Assuntos Ambiente  

Leia também
  • 02/11/2019 18:00:12

    Estado do mar

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 deste domingo (dia 03), para as quatro regiões litorais de Angola, as seguintes condições climatéricas para a navegação marítima:

  • 02/11/2019 17:01:38

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 deste domingo (dia 03), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada, podendo ser localmente forte, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Zaire, Uíge, Malanje e da Lunda Norte.

  • 01/11/2019 19:04:14

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 deste sábado (dia 02), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada, podendo ser localmente forte, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Zaire, Uíge, Malanje e da Lunda Norte.