Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

07 Junho de 2019 | 02h50 - Actualizado em 07 Junho de 2019 | 02h50

Ambientalista denuncia insuficiência no tratamento de águas residuais

Lobito, - O secretário-geral da Associação dos Defensores e Amigos do Ambiente (Adama), Joaquim Teixeira, denunciou hoje a alegada insuficiência no tratamento das águas residuais no município do Lobito, na província de Benguela, e alertou para os riscos ambientais e de saúde pública da população.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Vista parcial da cidade do Porto do Lobito

Foto: Alberto Juliâo

Falando à Angop a propósito da Semana Nacional alusiva ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado a 5 de Junho, sob o tema “A poluição do ar”, Joaquim Teixeira diz-preocupado devido ao facto de as águas residuais no Lobito serem tratadas sem o seguimento dos procedimentos impostos pelo Ministério do Ambiente.

O ambientalista prossegue e afirma que “tem havido uma certa resistência por parte das pessoas que lidam com esse trabalho”, as quais têm despejado os resíduos em lugares impróprios, sem qualquer controlo ou fiscalização.

Joaquim Teixeira explicou que a gestão do tratamento das águas residuais é da responsabilidade da Empresa de Águas e Saneamento do Lobito, o que, segundo ele, levou a Adama a falar com a direcção daquele órgão para “pôr termo” ao que considera de negligência.

O responsável frisou ainda que a cidade do Lobito debate-se com a escassez de meios para limpeza e recolha do lixo, razão pela qual tem sido registado uma grande acumulação de resíduos sólidos nas zonas de maior concentração da população, o que, a seu ver, põe em causa a saúde pública e afecta o “aspecto visual” da urbe.

Perante estes problemas de saneamento, o administrador municipal do Lobito, Nelson Joaquim da Conceição, garantiu que, no quadro das suas prioridades, esta administração está mobilizada para o combate ao lixo e eliminação de pontos onde haja água estagnada, devido ao nível bastante alto do lençol freático.

Para o efeito, o administrador do Lobito adiantou que está em curso a educação ambiental dirigida a toda a população, bem como convida os munícipes a participar da mobilização em prol da melhoria do saneamento local.

Entretanto, a Associação dos Defensores e Amigos do Ambiente aproveitou o Dia Mundial do Ambiente para apresentar ao público, no Lobito, uma exposição fotográfica onde se destacam algumas imagens críticas sobre a poluição do ambiente, para chamar a atenção dos munícipes sobre as suas consequências.

A referida exposição traz imagens de lugares críticos em termos de saneamento, como a grande lixeira a céu aberto, ao lado da Estrada Nacional EN100, as principais valas de drenagem, o aterro em mangais, contaminação dos solos, entre outros que necessitam de intervenção imediata para contornar o impacto negativo.

O dia 05 de Junho foi instituído como Dia Mundial do Ambiente, na sequência de uma conferência das Nações Unidas sobre este fenómeno, bem como o Desenvolvimento Humano, em Estocolmo, Suécia, em 1972.

Leia também
  • 05/06/2019 20:56:59

    Mais de 13 especiéis animais e vegetais em extinção no Uíge

    Uíge - Mais de 13 espécies, entre animais e vegetais, estão em extinção, na província do Uíge, devido principalmente a realização anárquica de queimadas constantes nas zonas florestais e rurais e caça furtiva por parte das populações, revelou hoje (quarta-feira), o chefe do Departamento Provincial do Ambiente, Francisco Vuia.

  • 05/06/2019 17:56:36

    Huambo: FCA capacita 90 técnicos sobre exploração racional das florestas

    Huambo - Noveta técnicos do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) e do Ministério do Ambiente, foram capacitados entre Outubro de 2018 a Maio deste ano, pela Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos no Huambo, em matéria de exploração racional dos recursos florestais.

  • 04/06/2019 14:09:53

    Assinala-se quarta-feira o Dia Mundial do Ambiente

    Luanda - Assinala-se nesta quarta-feira (5 de Junho) o Dia Mundial do Ambiente, numa altura em que Angola enfrenta desafios com vista a sua preservação, com realce para os ecossistemas que são agredidos pela acção do homem.