Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

17 Agosto de 2019 | 12h47 - Actualizado em 17 Agosto de 2019 | 12h47

Suíça: COP18 inicia com discussões de propostas regionais

Genebra ( Da enviada especial)- A 18ª Conferência das Partes sobre Comércio Internacional de Espécies da flora e da fauna ameaçadas de Extinção (COP18), em que Angola participa com uma delegação multisectorial, iniciou neste sábado com as discussões das propostas regionais sobre temas ligados à flora e fauna.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Na abertura, presidida pela secretaria geral da Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies da Flora  e Flora em vias de Extinção, Ivonne Higuero,  Angola  foi representada oficialmente pela embaixadora na Suíça, Margarida Izata. 

Com  mais de 181 países membros, a COP18 começa a discutir  104  questões e 57 propostas de emendas voltadas à fauna flora selvagem. 

Durante a COP18, Angola vai presidir o Conselho de Ministros da Iniciativa de Protecção do Elefante (EIP sigla em inglês).

Angola  participa  neste  encontro  numa altura em que  continua  a  efectuar  o levantamento das suas  espécies  em via de extinção.

Com  este  trabalho, que envolve parceiros  internacionais,   Angola  prevê  elaborar  uma lista  completa  das espécies protegidas  do País.

A decorrer  de 16  a 28  do mês  em curso,  Angola participa nesta reunião responsáveis dos  ministérios  da Agricultura e Florestas, Ambiente e das Pescas e do Mar, bem como dos  Serviços de  Investigação  Criminal (SIC), docentes  universitários, entre  outros representantes.

Organizado pelo Secretariado da CITES e as Nações  Unidas,  a  COP18  está a decorrer  no  Centro de  Exposições Palexpo, em Genebra, onde  os  comités ligados às plantas  e  animais  já começaram a discutir as principais  questões   em torno  das  espécies  em extinção.


A visão  estratégica  da CITES pós 2020 (2021-2030), a  revisão  da Convenção,  a  implementação  segura  e efectiva  das espécies  listadas  nos  Anexos I e II  deste  acordo, o  combate  aos crimes  cibernético da vida  selvagem, são entre outros  documentos  a serem discutidos.

Angola é membro  da CITES  desde  2007 e  em 2013 foram definidas politicas, programas  e  acções  para a protecção  da vida  selvagem nacional e  fronteiriça.

 A  COP – Conferências  das Partes  é o corpo  combinado  de países  membros  da Convenção  sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES, que reúne de três em três anos.

O acordo CITES foi redigido em resultado de uma resolução adotada em 1963 no seio da União Mundial para a Conservação da Natureza (World Conservation Union ou IUCN).

O acordo prevê vários níveis de protecção e abrange, actualmente, cerca de 30 000 espécies da fauna e flora selvagens.

 

Assuntos Ambiente  

Leia também
  • 05/08/2019 21:03:52

    Estado do mar

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 desta terça-feira (06), para as quatro regiões litorais de Angola, as seguintes condições climatéricas para a navegação marítima:

  • 05/08/2019 20:23:20

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica de Angola (INAMET) antevê, até às 18h00 de terça-feira (dia 06), para a região Norte do país, ocorrência de chuva fraca ou chuvisco em alguns municípios das províncias de Luanda, Uíge, Malange e Lunda Norte.

  • 04/08/2019 16:31:59

    Tempo em Angola

    Luanda- O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) antevê, até às 18h00 desta segunda-feira (dia 05), para a região Norte do país, ocorrência de nevoeiro ou neblina matinal em alguns municípios das províncias de Luanda, Cabinda, Zaire, Uíge, Malanje, Cuanza Norte, Cuanza Sul e Lunda Norte.