Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

06 Fevereiro de 2020 | 12h26 - Actualizado em 06 Fevereiro de 2020 | 15h09

Governadora reitera aposta para tornar Huambo em "Capital Ecológica"

Huambo - A governadora provincial do Huambo, Joana Lina, reiterou hoje (quinta-feira), nesta cidade, o compromisso de lutar pela transformação do sonho de conquista do título como "Capital Ecológica do País", a julgar pela sua potencialidade climáticas, que pode ser considerado como um dos berços da diversidade biológica do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Participantes ao Conselho Consultivo do Ministério do Ambiente

Foto: Júlio Vilinga

Participantes ao Conselho Consultivo do Ministério do Ambiente

Foto: Júlio Vilinga

A governante mostrou esse optimismo durante a cerimónia de abertura do III Conselho Consultivo Alargado do Ministério do Ambiente, que decorrer sob o lema “Ambiente como factor de desenvolvimento sustentável e da diversificação da economia ”, orientado pela ministra do sector, Paula Francisco.

Realçou que o desejo de tornar o Huambo em Capital Ecológico, longe de ser um desafio político, expressa a vontade de uma sociedade que, preocupada com as questões ambientais e que muito cedo entendeu a necessidade de conservação do meio ambiente e das condições Edafo-Climáticas que a província possui, para um melhor aproveitamento.

“É nesta zona plasmática onde nascem o maior número de linhas de água, com preponderância para as bacias do Keve, Cunene e Cubango, que na região de Okavango (Cuando Cubango) chamam a atenção, do ponto de vista nacional e internacional, por albergar no seu habitat uma grande diversidade biológica de hipopótamos, jacarés, artrópodes e aves, algumas raras, que importa proteger e conservar”, destacou.

Joana Lina referiu ainda que a província quer estar na linha de frente no quadro da implementação dos acordos sobre a conservação de zonas húmidas e sobre a protecção das espécies em extinção.

“Estamos a chamar a vossa especial atenção para o habitat de espécies endémicas que o Morro do Moco alberga. Este por ser o ponto mais alto do país confere condições favoráveis para o Francolin Suestra, espécie ameaçada pela caça, pressão demográfica e o avanço das áreas agrícolas”, ressaltou a governante.

Destacou que estes desafios “chamam-nos para a necessidade de sermos mais resilientes aos problemas ambientais e, por isso, estamos preocupados em avaliar como podemos contribuir para a redução da seca que se vive na região Sul do país, que passa pela conservação das florestas da Serra do Mbave, Monte do Luvili, Morro do Moco, entre outras.

A governante lembrou que, para o cumprimento desse desiderato, há necessidade de pensar fundamentalmente no homem e informar que o governo local apostou e investiu na formação de base e na diferenciação de quadros para poder fazer face aos desafios e aquele sonho de transformar de facto o “Huambo na Capital Ecológica do País”.

                          A aposta no equilíbrio ambiental

Com criação do Centro de Ecologia Tropical e Alterações Climáticas (CETAC), em 2012, ficou ainda mais vincado o objectivo de tornar a província do Huambo em capital ecológica, uma outra infra-estrutura importante destinada ao estudo e investigação das alterações climáticas e preservação dos recursos naturais e dos ecossistemas.

A criação do Centro, o único no país, enquadra-se no programa do Executivo para o relançamento do projecto de investigação científica, o estudo das alterações climáticas, a conservação e a preservação do Ambiente.

O aproveitamento das águas residuais, a valorização dos solos degradados, a constituição de equipas de investigação e apoio à elaboração e implementação de políticas e programas de preservação do Ambiente constituem, entre outros, os objectivos da criação da instituição, tutelada pelo Ministério do Ambiente.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 06/02/2020 14:30:37

    CETAC assina memorando com Universidade JES

    Huambo - Um memorando que visa desenvolver a investigação científica e projectos de domínio do impacto ambiental foi assinado hoje (quinta-feira), no Huambo, entre o Centro de Ecologia Tropical e Alterações Climáticas (CETAC) e a Universidade José Eduardo dos Santos (UJES).

  • 06/02/2020 11:54:21

    Ministra orienta contínua educação ambiental

    Huambo - A ministra do Ambiente, Paula Francisco, orientou hoje (quinta-feira), no Huambo, a contínua abordagem nas várias vertentes sobre educação e consciencialização ambiental para o desenvolvimento sustentável do país.

  • 06/02/2020 08:27:38

    MINAMB planta 500 mudas arvores

    Huambo - Quinhentas mudas de arvores de eucaliptos foram plantadas nesta quinta-feira nos arredores da centralidade do Lossambo, no Huambo, pelo Ministério do Ambiente (MINAMB).