Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

18 Dezembro de 2015 | 14h49 - Actualizado em 18 Dezembro de 2015 | 17h08

Lançadas brigadas móveis para registo de números de telefone

Luanda - O Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação lançou hoje (sexta-feira), em Luanda, brigadas móveis para o registo e actualização obrigatória dos dados dos utentes dos serviços de comunicações electrónicas, de telefonia móvel e fixa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Brigadas móveis actualizam usuários de telefonia móvel

Foto: Pedro Parente


Num comunicado de imprensa do Instituto Angolano das Telecomunicações (INACOM), explica-se que as brigadas vão ao encontro dos utentes nos locais de trabalho, de estudo, de compras, de diversão e outros, para, de forma simples e rápida, cumprirem com este dever cívico.

Por sua vez, no acto oficial do lançamento das brigadas, o presidente do Conselho de Administração do INACOM, António Pedro Benge, adiantou que o processo, iniciado em Março de 2015 e com o termo previsto para Fevereiro de 2016, vai garantir um controlo eficaz dos números disponíveis no país.

“Com estas actualizações, as operadoras terão melhor controlo dos seus clientes e poderão identificar facilmente de quem é o terminal, em caso de alguma anomalia, como chamadas anónimas, roubos, entre outros
constrangimentos”, explicou.

Este processo já permitiu o registo de três milhões de cidadãos, cerca de 30 porcento do número de clientes existentes no país, fruto da nova plataforma para digitalização de dados pessoais  utilizados pelos operadoras dos serviços de telefonia.

Para si, com o lançamento das brigadas móveis, o processo ganha maior divulgação e celeridade para que até Fevereiro de 2016 se registem os 14 milhões de utilizadores de terminais de telemóveis e fixos registados.

Segundo o responsável, até o período previsto para o fim do processo quem não fizer o seu registo ou actualização terá corte na linha do seu terminal telefónico, porque as redes serão programadas para inibirem os números que não estiverem registados.

Com este processo, a venda de chips no mercado informal não pode continuar a ser exercida sob pena de o cidadão ter o número bloqueado ou mesmo de não funcionar.

Assuntos Telecomunicações  

Leia também
  • 13/11/2018 18:27:29

    SACS eleva importância de Angola no mercado de telecomunicações

    Luanda - O Sistema de Cabos Submarinos do Sul do Atlântico (SACS), da multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, está em destaque, desde hoje, no maior evento de telecomunicações ao nível do continente africano, o Africacom 2018, a decorrer na Cidade do Cabo, África do Sul, até ao dia 15 deste mês.

  • 02/10/2018 16:28:21

    Angola implementa roaming doméstico no futuro

    Luanda - Angola prevê implementar o roaming doméstico para acabar com a quebra de rede de telefonia e permitir a sua partilha entre as operadoras do sistema - informou hoje, em Luanda, o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

  • 28/09/2018 12:44:34

    Cabo do Sul do Atlântico opera com 40 terabytes por segundo

    Luanda - O Sistema de Cabos Submarinos do Sul do Atlântico (SACS) entrou oficialmente em funcionamento quinta-feira com uma capacidade de 40 terabytes por segundo, ligando Luanda e Fortaleza (Brasil) cinco vezes mais rápido do que as rotas existentes.

  • 20/09/2018 12:46:31

    Cortes limitam trâfego no cabo submarino da Angola Cables

    Luanda - O cabo submarino de fibra óptica do sistema WACS da Angola Cables sofreu dois cortes totais, o que causou a limitação da capacidade de tráfego, aumento de latência e perdas no pacote dos serviços prestados.