Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

14 Setembro de 2015 | 21h25 - Actualizado em 14 Setembro de 2015 | 21h25

Angola representada na conferência geral da Agência Internacional de energia Atómica

Luanda - O ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, chefia uma delegação angolana que começou a participar, hoje em Viana de Áustria, na 59ª Sessão da Conferência Geral da AIEA-Agência Internacional de Energia Atómica.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Centro De Oncologia de Angola ressaltado na 59ª Sessão da Conferência Geral da AIEA-Agência Internacional de Energia Atómica (foto arquivo)

Foto: vieira aspirante


Na sua intervenção, durante o primeiro dia da Conferência, o governante angolano, ressaltou os benefícios que se registam em Angola, como resultado da assistência técnica da AIEA, em particular na área da oncologia, que tem permitido ao Executivo realizar melhor prestação na assistência médica aos angolanos pelo Instituto Nacional de Oncologia em Luanda, e reduzir gastos com a evacuação de doentes para o exterior.

João Baptista Borges enfatizou os resultados da assistência técnica da AIEA, para o controlo de pragas na agricultura e vacinação de gado, ressaltando a necessidade de um maior empenho para que se alcance melhores resultados nos projectos em curso nestas especialidades.

O ministro informou, por outro lado, aos congressistas que o Executivo angolano enfrenta dificuldades para a resolução da distribuição de água nas áreas desérticas do país, bem como de problemas dos solos com a formação de ravinas noutras províncias.

Indicou que estes assuntos são prioridades que o Executivo apresentará para a inclusão no próximo Programa de Assistência Técnica da AIEA a Angola (CPF) com vista a solução de tais problemas.

Por último, o governante felicitou a assinatura do Acordo de Viena entre o Irão e 5+1 (Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, China, França e Alemanha), solução diplomática para o desanuviamento da situação no Médio Oriente e alcance da paz regional e internacional.            

A delegação angolana à Conferência Geral da Agência de Internacional de Energia Atómica integra o Almirante Rufino Gaspar, secretário de Estado da Defesa, a embaixadora e representante permanente junto da AIEA, Maria de Jesus Ferreira, e altos funcionários dos ministérios da Energia e Águas e da Defesa e diplomatas da Missão Permanente acreditada em Viena.

Assuntos Energia  

Leia também
  • 05/09/2018 18:45:43

    País terá 800 megawatts de energias renováveis em 2025

    Luanda - A directora nacional de Energias Renováveis do Ministério da Energia e Águas, Sandra Cristóvão, afirmou hoje, quarta-feira, em Luanda, que Angola terá 800 megawatts de geração em energias renováveis até 2025, com maior predominância nas zonas rurais.

  • 07/09/2016 16:12:24

    Sector garante energia a 100 porcento da população até 2030

    Luanda - O director-geral do Centro de Formação de Quadros de Electricidade do Ministério da Energia e Águas, Armindo da Conceição Mussungo, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, que o sector vai garantir o fornecimento de energia a 100 porcento da população até 2030.

  • 07/09/2016 13:48:07

    Angola deve apostar nas energias renováveis

    Luanda - O director-geral-adjunto para a área técnica do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), Mayi Mbemba João, defendeu um maior aproveitamento do potencial hidroeléctrico nacional para a produção de energias renováveis.