Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

31 Agosto de 2016 | 15h17 - Actualizado em 31 Agosto de 2016 | 15h17

Responsável defende comitê de ética na investigação científica

Luanda - o director-geral do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), Armando Valente, defendeu a criação de um comité de ética para acompanhar os avanços científicos registados em prol do desenvolvimento do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Director-geral do CNIC, Armando Valente

Foto: Pedro Parente

Falando hoje (terça-feira), em Luanda, numa palestra sobre ética e bioética, o responsável adiantou que este comitê serviria para moralizar e salvaguardar os direitos dos inventores e investigadores nas actividades ligadas à ciência e tecnologia.

Armando Valente fez saber que existe uma enorme quantidade de pessoas que se dedicam à investigação científica e um grande volume de publicações, daí a necessidade deste comitê para se evitarem casos de violação das normas éticas da comunidade científica.

"O comitê vai desencorajar à prática de fraudes que, por várias razões, investigadores e acadêmicos recorrem e que, infelizmente, passam despercebidas", disse.

Armando Manuel acrescentou ser necessário que os investigadores nacionais tenham maior atenção na criação das suas obras porque muitas destas desrespeitam a ética da ciência.

Por outro lado, o director disse que o plágio e a fraude podem mutilar o desenvolvimento científico.

"O plágio e a fraude podem ferir o mérito e a propriedade intelectual, podendo parar o processo de criação científica e consequentemente o desenvolvimento da ciência", acrescentou.

A palestra teve como objectivo melhorar o conhecimento sobre ética e bioética na investigação científica e o debate sobre os aspectos negativos decorrentes o plagio e da fraude.

Assuntos Ciências   Tecnologias  

Leia também
  • 30/11/2018 13:20:26

    Sétima Feira de Segurança Electrónica acontece em Dezembro

    Luanda - A delegação de Luanda do Ministério do Interior (MININT) realiza, nos dias um e dois de Dezembro, no distrito do Nova Vida, município do Kilamba-Kiaxi, em Luanda, a sétima edição da Feira de Segurança Electrónica.

  • 21/11/2018 13:51:19

    Feira de invenções de Nuremberga aberta a produtos industrializados

    Luanda - A Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos (iENA), anualmente realizada em Nuremberga (Alemanha), pode a partir da edição 2019 contar com produtos industrializados angolanos, em função da inclusão este ano da categoria "Indústria", que premeia produtos de grandes empresas.

  • 19/11/2018 20:01:15

    Estudante lança aplicativo para resgate de valores culturais e linguísticos

    Lubango - Um aplicativo informático denominado “Resgate de Valores Culturais e Linguísticos”, criado pelo estudante Rafael Calitoco, afecto ao Instituto Superior Politécnico Independente (ISPI), será lançado oficialmente na segunda quinzena de Fevereiro de 2019, com objectivo da valorização das línguas nacionais angolanas.

  • 16/11/2018 18:10:06

    Nova Sotecma apresenta carro eléctrico na Expo Indústria e Projekta

    Luanda - Um carro eléctrico para diminuir a poluição do meio ambiente, está a ser apresentado no terceiro salão da Feira da Indústria Angolana - Expo Indústria e Projekta, pela empresa Nova Sotecma.