Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

31 Agosto de 2016 | 15h17 - Actualizado em 31 Agosto de 2016 | 15h17

Responsável defende comitê de ética na investigação científica

Luanda - o director-geral do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), Armando Valente, defendeu a criação de um comité de ética para acompanhar os avanços científicos registados em prol do desenvolvimento do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Director-geral do CNIC, Armando Valente

Foto: Pedro Parente

Falando hoje (terça-feira), em Luanda, numa palestra sobre ética e bioética, o responsável adiantou que este comitê serviria para moralizar e salvaguardar os direitos dos inventores e investigadores nas actividades ligadas à ciência e tecnologia.

Armando Valente fez saber que existe uma enorme quantidade de pessoas que se dedicam à investigação científica e um grande volume de publicações, daí a necessidade deste comitê para se evitarem casos de violação das normas éticas da comunidade científica.

"O comitê vai desencorajar à prática de fraudes que, por várias razões, investigadores e acadêmicos recorrem e que, infelizmente, passam despercebidas", disse.

Armando Manuel acrescentou ser necessário que os investigadores nacionais tenham maior atenção na criação das suas obras porque muitas destas desrespeitam a ética da ciência.

Por outro lado, o director disse que o plágio e a fraude podem mutilar o desenvolvimento científico.

"O plágio e a fraude podem ferir o mérito e a propriedade intelectual, podendo parar o processo de criação científica e consequentemente o desenvolvimento da ciência", acrescentou.

A palestra teve como objectivo melhorar o conhecimento sobre ética e bioética na investigação científica e o debate sobre os aspectos negativos decorrentes o plagio e da fraude.

Assuntos Ciências   Tecnologias  

Leia também
  • 01/11/2018 23:59:55

    Angola:Feira internacional da Alemanha arranca com 800 ideias e novos produtos

    Luanda - Oitocentas ideias, invenções e novos produtos, das quais 11 de Angola, estão expostas desde hoje, em Nuremberg, República Federal da Alemanha, na 70ª edição da Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos (iENA), com o fim previsto para Domingo.

  • 01/11/2018 18:09:28

    Massificação das TIC facilita o acesso ao saber

    Luanda - A necessidade de massificação das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas escolas do ensino secundário para facilitar o acesso rápido a informação e ao conhecimento foi defendida hoje, quinta-feira, em Luanda, pela engenheira Juliana Panzo, ligada ao Instituto de Fomento da Sociedade da Informação (INFOSI).

  • 01/11/2018 10:00:09

    Feira de Ideias e Invenções de Nuremberga com 11 projectos nacionais

    Luanda - Angola está representada com 11 projectos na 70ª edição da Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos, que decorre de 01 a 4 deste mês, em Nuremberga, na Alemanha.

  • 18/10/2018 18:23:06

    Multinacional anuncia funcionamento do Sistema de Cabos Submarinos

    Luanda - A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, anunciou hoje, em Luanda, a entrada em funcionamento do Sistema de Cabos Submarinos da Costa Ocidental Africana (WACS), condicionado desde o passado dia 18 de Setembro, em consequência do corte registado a cerca de 1,2 quilómetros da Estação de Sangano.