Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

07 Setembro de 2016 | 16h12 - Actualizado em 07 Setembro de 2016 | 16h12

Sector garante energia a 100 porcento da população até 2030

Luanda - O director-geral do Centro de Formação de Quadros de Electricidade do Ministério da Energia e Águas, Armindo da Conceição Mussungo, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, que o sector vai garantir o fornecimento de energia a 100 porcento da população até 2030.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Armindo Conceição Mussungo, Director-geral do Centro de Formação de Electricidade do Ministério da Energia e Águas

Foto: Francisco Miúdo

O responsável prestou esta informação quando apresentava o tema "As energias renováveis no desenvolvimento das sociedades", durante o encontro "Café com ciência e tecnologia", realizado pelo Centro Tecnológico Nacional (CTN), afecto ao Ministério da Ciência e Tecnologia (Minct).  

De acordo com o responsável, a iniciativa SE4ALL - Sustainable Energy for All (Energia Sustentável para Todos) é a iniciativa mundial, com objectivo de duplicar a quota das energias renováveis até 2030, lançada pelo Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em 2011.

Esta iniciativa, acrescentou, abarca três objectivos a serem cumpridos neste período: assegurar o acesso universal da população a serviços energéticos modernos, duplicar a taxa global de melhoria da eficiência energética e duplicar a quota das energias renováveis.

Para si, este acesso a energias modernas implica as menos poluentes como a fotovoltaica, bem como o acesso a fogões a carvão e lenhas, mas que sejam modernos e poluam menos e, consequentemente, com benefícios à saúde dos utilizadores.

"Para se atingir este desiderato em 2030, necessita-se de 250 mil novas ligações por ano, especificamente para áreas rurais, assim como a combinação da aplicação da rede eléctrica a novos sistemas isolados e a kits individuais.

Neste momento, disse, está em curso a conclusão de grandes projectos estruturantes de geração de energia como a ampliação da barragem de Cambambe, ciclo combinado do Soyo e a central hidro-eléctrica de Laúca.

Assuntos Energia   Tecnologias  

Leia também
  • 07/09/2016 13:48:07

    Angola deve apostar nas energias renováveis

    Luanda - O director-geral-adjunto para a área técnica do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), Mayi Mbemba João, defendeu um maior aproveitamento do potencial hidroeléctrico nacional para a produção de energias renováveis.

  • 31/08/2016 15:17:44

    Responsável defende comitê de ética na investigação científica

    Luanda - o director-geral do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), Armando Valente, defendeu a criação de um comité de ética para acompanhar os avanços científicos registados em prol do desenvolvimento do país.

  • 24/08/2016 00:45:59

    Angola: Conselheira enaltece inventores angolanos

    Luanda - A conselheira executiva da Associação Angolana dos Inventores e Inovadores, Fátima Geacomelli, enalteceu nesta terça-feira, em Luanda, o trabalho realizado pelos criadores angolanos.