Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

26 Outubro de 2016 | 14h07 - Actualizado em 26 Outubro de 2016 | 14h05

População apelada aderir a actualização dos serviços de comunicações electrónicas

Cuito - O Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação apelou hoje (quarta-feira), no Cuito, a população biena a aderir ao registo e actualização obrigatória dos dados dos utentes dos serviços de comunicações electrónicas, de telefonia móvel e fixa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Num comunicado de imprensa do Instituto Angolano das Telecomunicações (INACOM), explica-se que a acção enquadra-se nas estratégias da Comissão Interministerial, criada pelo Executivo angolano para condução do processo de registo e actualização dos dados dos utentes dos serviços de comunicações electrónicas.

Para tal, o INACOM, na qualidade de coordenador do processo e entidade responsável por assegurar a regulação e monitorização da actividade de prestação de serviços de comunicações electrónicas no país, reafirma o apelo a adesão ao processo, para evitar constrangimentos no futuro por parte dos clientes.

Para o registo do número, lê-se na nota, o utente/cidadão indique o seu número de telemóvel e forneça o documento de identificação pessoal válido, nomeadamente, o Bilhete de Identidade ou a carta de condução, isto é, para os cidadãos nacionais.

Quanto para os utentes/cidadãos nacionais, que não dispõe de documento válido para o efeito, a regularização pode ocorrer mediante o testemunho de dois clientes já registados.

Enquanto isso, para os cidadãos estrangeiros, acrescenta o informe, considera-se documento válido de identificação o passaporte com visto válido ou o cartão de residente.

Leia também