Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

14 Setembro de 2017 | 16h17 - Actualizado em 14 Setembro de 2017 | 16h17

Huíla: Mediateca do Lubango leva serviços às comunidades do interior

Lubango - A Mediateca da Província da Huíla vai apostar, este ano, na expansão dos seus serviços às comunidades do interior e nas diversas instituições escolares da circunscrição, através de mediatecas móveis, com vista a facilitar o acesso da população às novas tecnologias de informação, afirmou hoje (quinta-feira), o seu director, Luís Paulo Ndala.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Interior da Mediateca do Lubango

Foto: Lucas Neto

Falando à Angop, a propósito do funcionamento da referida instituição, o responsável afirmou que a intenção é de torna-la conhecida, uma vez que a mesma está confinada na cidade do Lubango e muitos desconhecem a importância da mesma.

O director indicou que a acção será feita através de mediatecas móveis devidamente equipadas com meios tecnológicos, que deverão ser disponibilizados aos utentes, para atender e responder as necessidades da comunidade estudantil e não só.

Disse que, a direcção da mediateca do Lubango já está a encetar contactos com as administrações municipais, no sentido de criar as condições técnicas e administrativas para que os funcionários envolvidos no projecto não encontrem dificuldades.

Na sua óptica, a instituição está preocupada com a falta de interesse por parte de alguns estudantes em não procurarem com regularidade os serviços colocados na mediateca do Lubango.

Segundo Paulo Ndala, a mediateca do Lubango recebe mensalmente visita de três mil e 917 pessoas, assim como tem cadastrados 13 mil e 941 usuários e conta com um acervo literário de oito mil e 512 livros diversos, assim como meios tecnológicos ligados a rede de internet.

Conta igualmente com sala de conferência com capacidade de 110 lugares, de formação, 10 lugares, de trabalho com igualmente 10 lugares, de audiovisual (seis lugares), terraço com 300 lugares de pesquisa, sala de multimédia (14 lugares), leitura (48 lugares), sala de internet (26 lugares), espaço comum (39 lugares) e de infanto-juvenil (16 lugares).

Inaugurada em 2012, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, a infra-estrutura faz parte da Rede de Mediatecas de Angola, um projecto voltado para as tecnologias de informação.

Leia também