Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

13 Março de 2018 | 13h43 - Actualizado em 13 Março de 2018 | 13h43

Cidade de Ndalatando ganha serviços de internet grátis

Ndalatando - A cidade de Ndalatando, capital do Cuanza Norte, conta desde hoje (terça-feira) com três pontos de acesso grátis à internet, inaugurados pelo ministro da Ciência e Tecnologia, José Carvalho da Rocha.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cidade de Ndalatando ganha pontos públicos de acesso grátis a internet

Foto: Lucas Leitão

Instalados nos largos das escolas e 1º de Maio, ambos situados no centro da cidade de Ndalatando e considerados os de maior afluência de usuários, os referidos pontos de emissão de internet visam promover a inclusão digital dos cidadãos através do acesso grátis e massivo às novas tecnologias de informação.

Em declarações à imprensa, o ministro José Carvalho da Rocha disse que depois de Luanda e Malanje, o Cuanza Norte constitui a terceira província do país a beneficiar da instalação dos referidos serviços.

José Carvalho da Rocha esclareceu que os pontos públicos de internet criados na cidade de Ndalatando contam com a emissão de um sinal com capacidade ilimitada de usuários, sendo uma iniciativa do governo destinada a promover a inclusão digital dos cidadãos e massificar o uso das tecnologias de informação, sobretudo por parte dos jovens.

O responsável garantiu a criação de serviços locais que vão assegurar a manutenção contínua dos serviços instalados e que deverão funcionar com a parceria da Angola Telecom e outros operadores da rede de telecomunicações do país.

No quadro da sua estada de algumas horas em Ndalatando (capital do Cuanza Norte), o ministro visitou ainda a sala de informática criada na escola do primeiro ciclo "Samora Moisés Machel", no âmbito do referido projecto e radiografou o actual estado de conservação e funcionamento dos serviços de Correios.

 

Leia também