Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

13 Março de 2018 | 16h05 - Actualizado em 13 Março de 2018 | 16h05

Cuanza Norte: Ministro quer maior cobertura de telefonia na estrada 230

Ndalatando - O ministro da Ciência e Tecnologia, José Carvalho da Rocha anunciou hoje (terça-feira) a adopção de medidas para maior cobertura dos serviços de telefonia ao longo da estrada nacional 230, para a celeridade no socorro de vítimas de acidentes de viação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte:ministro da Ciência e Tecnologia, José Carvalho da Rocha

Foto: Lucas Leitão

O ministro proferiu que tal depoimento no quadro de uma visita de algumas horas que efectuou à cidade de Ndalatando, onde procedeu a inauguração de postos públicos de emissão grátis do sinal de internet, disse ser preocupante verificar-se que grande parte do troço de quase 60 quilómetros entre as localidades do Zenza do Itombe (no município de Cambambe) e a cidade de Ndalatando (capital da província) estão descobertos pelos sinal das redes de telefonia móvel.

Face o tráfico intenso de viaturas na referida via, José Carvalho da Rocha disse ser preocupante o referido quadro, dada necessidade de se garantir uma assistência rápida aos sinistrados e garantir uma interação das populações com as novas tecnologias.

Para inverter o actual quadro, o ministro garantiu a adopção de contactos com as operadoras da rede de telefonia móvel para implantação urgente de uma torre de telecomunicações na localidade da Beira Alta (município de Cambambe), que deverá assegurar a expansão do sinal num maior raio de acção ao longo da estrada.

No quadro da sua visita de algumas horas à cidade de Ndalatando (capital do Cuanza Norte), o ministro José Carvalho da Rocha procedeu a inauguração de três pontos de acesso grátis à internet instalados nos largos das escolas e 1º de Maio, ambos situados no centro da cidade de Ndalatando e considerados os de maior afluência de usuários.

Estes pontos de emissão de internet visam promover a inclusão digital dos cidadãos através do acesso grátis e massivo às novas tecnologias de informação, sendo o Cuanza Norte, a terceira província do país a beneficiar dos referidos serviços após Luanda e Malanje.

Os referidos pontos públicos de internet criados na cidade de Ndalatando contam com a emissão de um sinal com capacidade ilimitada de usuários, sendo uma iniciativa do governo destinada a promover a inclusão digital dos cidadãos e massificar o uso das tecnologias de informação, sobretudo por parte dos jovens.

Leia também
  • 04/10/2018 10:01:36

    Oitenta porcento dos angolanos terão acesso à banda larga em 2022

    Luanda - Oitenta porcento da população angolana deverá ter acesso ao serviço de banda larga até 2022, informou, em Luanda, o secretario de Estado das Telecomunicações, Mário de Oliveira, durante o ?Breakfast com o regulador?, realizado pelo Instituto Angolano das Comunicações (INACOM).

  • 03/09/2018 18:36:54

    Prémos Estrela DStv Eutelsat apresentado hoje no Uíge

    Uíge - Estudantes do ensino secundário da província do Uíge, com idades compreendidas entre os 14 e 19 anos, participam a partir de hoje dos Prémios do concurso ?Estrela DStv Eutelsat?, numa iniciativa da Multichoice Angola

  • 25/08/2018 11:27:16

    Académico apresenta solução tecnológica hidráulica no Cuanza Norte

    Ndalatando- Uma invenção tecnológica para soluções Hidráulicas, denominada "Bomba Azul", que serve para a captação e bombeamento de água para fins domésticos e agrário, a partir de uma fonte, foi apresentada, sexta-feira, na cidade de Ndalatando (Kwanza Norte).

  • 08/08/2018 12:24:52

    CRASA quer padronizar qualidade de serviço de telecomunicações

    Luanda - A padronização da qualidade dos serviços de telecomunicações foi analisada hoje (quarta-feira), em Luanda, pelos membros da Associação dos Reguladores de Comunicações da África Austral (CRASA), no quadro das orientações da União Internacional das Telecomunicações.