Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

18 Agosto de 2018 | 11h51 - Actualizado em 20 Agosto de 2018 | 09h05

Estudantes da UAN vencem concurso nacional de jogos digitais 2018

Luanda - O jogo "A mama mandou", criado por estudantes da Universidade Agostinho Neto (UAN), venceu sexta-feira, em Luanda, a terceira edição do concurso nacional de criação de jogos digitais, na categoria de inovação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O concurso é uma iniciativa das universidades Metodista de Angola (UMA), Agostinho Neto (UAN) e da Sociedade Angolana da Computação (SAC) e promovido pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Informação (MESCTI).

O jogo vencedor é o retrato de uma brincadeira de infância muito conhecida entre os angolanos, que é jogado em grupo na areia onde os integrantes fazem desenhos mandados pela mãe.

Com pendor educativo, o jogo visa estimular o sentido cognitivo da criança com desenhos sobre animais, frutas, plantas, residências, carros, entre outros objectos.

No segundo lugar ficou o jogo Bounce Cuculo, criado pelos representantes da província do Bengo, sendo que no terceiro lugar desta categoria ficou o jogo Babulo, do criador Joaquim Monteiro.

Para a categoria de “Ideias de Jogo” venceu criadora, Jackline da Costa, com o “Jacky’s Moon”, que visa ajudar crianças a identificar objectos por nomes, formas geométricas e a conhecer as letras.

No segundo lugar desta mesma categoria ficou o jogo Mosquito-War, criado por estudantes da UAN, que visa ensinar estratégias de combate ao paludismo com a eliminação do vector, enquanto se joga.

Já o foi atribuído ao jogo SOS Save or Self, versado a ensinar os primeiros socorros em caso de qualquer acidente, criado por representantes do Cuanza Norte.

Por sua vez, para a categoria de “Protótipos”, o vencedor foi o jogo “Kyami”, enquanto que o  segundo lugar coube ao jogo “Dá Mbáya” do criador, Mbala Capela, enquanto que a terceira posição ficou o jogo “Unitel Power”, criado pelo Núcleo de Investigação e Desenvolvimento de Jogos.

Entre os prémio, os primeiros classificados levam uma taça, um computador portátil, compra de cinco mil kwanzas na NCR, participação da segunda fase do Unitel Apps, no curso de como fazer apresentação em público, bem como material para criação de jogos (Buka) e a publicação do jogo na loja Unitel.

Os segundos classificados tem material para criação de jogos (Buka), brindes Unitel e cinco mil kwanzas de compras na NCR. Igual premiação têm os terceiros classificados.

Assuntos Concurso   Educação   Tecnologias  

Leia também
  • 17/08/2018 05:01:36

    Concurso nacional de criação de jogos digitais acontece hoje

    Luanda - A terceira edição do concurso nacional de criação de jogos digitais realiza-se hoje (sexta-feira), em Luanda, numa iniciativa das universidades Metodista de Angola (UMA), Agostinho Neto (UAN) e da Sociedade Angolana da Computação (SAC).

  • 02/08/2018 13:09:23

    Embaixador enaltece potencial tecnológico do Egipto

    Luanda - O embaixador de Angola no Egipto, António da Costa Fernandes, enalteceu nesta terça-feira, o potencial tecnológico, industrial e económico do Egipto e espera que este conhecimento seja transferido para Angola de modo a se materializar a "chamada cooperação sul sul".

  • 01/08/2018 22:51:04

    Plataformas digitais são instrumentos de democratização

    Huambo - As plataformas digitais são instrumentos de democratização, por permitirem a participação dos cidadãos na vida pública, considerou hoje, na província do Huambo, o superintendente da Polícia Nacional Valeriano Catumbela.