Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

02 Outubro de 2018 | 16h28 - Actualizado em 02 Outubro de 2018 | 16h28

Angola implementa roaming doméstico no futuro

Luanda - Angola prevê implementar o roaming doméstico para acabar com a quebra de rede de telefonia e permitir a sua partilha entre as operadoras do sistema - informou hoje, em Luanda, o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O governante, que falava à imprensa durante o “Breakfast com o regulador” realizado pelo Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), fez saber que o actual desafio é estender os serviços para todo território nacional e o roaming é uma premissa para isto.

Para a sua implementação, deve-se inventariar primeiro a infra-estrutura existente para poder suportar os serviços de voz, dados, internet, bem como outros meios complementares para garantir todos serviços.

Sem indicar o tempo para sua implementação, José Carvalho da Rocha perspectiva que "o roaming interno vai colmatar a quebra de sinal, particularmente, nas estradas nacionais e nas localidades distantes”.

Sobre o mesmo assunto, o presidente do Conselho de Administração do INACOM, Leonel Augusto, disse que a instituição, como reguladora das telecomunicações no país, começou por fazer um estudo sobre o roaming na região da SADC e em outros continentes para avaliar os benefícios do ponto de vista da expansão dos serviços e do consumidor.

Explicou que se vai fazer, nesta fase, consulta às operadoras e a actualização de alguma legislação, bem como o desenho da implementação técnica e o aspecto inerentes aos custos, tendo em conta que o custo deste sistema é partilhado entre o emissor e o receptor.

A directora de planeamento estratégico e projectos da MOVICEL, Amina Miranda Ferreira, disse que as operadoras estão preparadas para mais este desafio visto que já oferecem o serviço de roaming internacional e o nacional só vai agregar valor às ligações domésticas.

Assuntos Telecomunicações  

Leia também
  • 13/11/2018 18:27:29

    SACS eleva importância de Angola no mercado de telecomunicações

    Luanda - O Sistema de Cabos Submarinos do Sul do Atlântico (SACS), da multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, está em destaque, desde hoje, no maior evento de telecomunicações ao nível do continente africano, o Africacom 2018, a decorrer na Cidade do Cabo, África do Sul, até ao dia 15 deste mês.

  • 28/09/2018 12:44:34

    Cabo do Sul do Atlântico opera com 40 terabytes por segundo

    Luanda - O Sistema de Cabos Submarinos do Sul do Atlântico (SACS) entrou oficialmente em funcionamento quinta-feira com uma capacidade de 40 terabytes por segundo, ligando Luanda e Fortaleza (Brasil) cinco vezes mais rápido do que as rotas existentes.

  • 20/09/2018 12:46:31

    Cortes limitam trâfego no cabo submarino da Angola Cables

    Luanda - O cabo submarino de fibra óptica do sistema WACS da Angola Cables sofreu dois cortes totais, o que causou a limitação da capacidade de tráfego, aumento de latência e perdas no pacote dos serviços prestados.