Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

13 Fevereiro de 2020 | 16h59 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2020 | 16h59

Menos de 30% dos pesquisadores são mulheres - Unesco

Luanda - Menos de 30 por cento dos pesquisadores de todo o mundo são mulheres, revelou hoje (quinta-feira), em Luanda, o secretário permanente da Comissão Nacional para a Unesco em Angola, Alexandre Sousa Costa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mulheres reunidas em workshop (Arquivo)

Foto: Alberto Juliao

Ao tomar a palavra no workshop sobre os “Desafios da mulher na ciência”, por ocasião do Dia Internacional da Mulher e da Menina na Ciência e na Rádio, informou que estas se dedicam, regra geral, às ciências e engenharias, sendo as que menos publicam e que menos frutos colhem das suas pesquisas.

Alexandre Sousa Costa é de opinião que os trabalhos “inovadores” de investigação feitos por mulheres, não avançam tanto quanto os desenvolvidos por homens.

Explicou que, em Angola, existe baixo índice de investigação científica fruto do fraco investimento feito no sector, embora reconheça que o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação leve à cabo iniciativas que visem o aumento do financiamento para a investigação.

Para o secretário permanente da Unesco, é necessário que cada Estado financie programas de investigação científica, de acordo com a sua realidade, capacidades e estratégias, definindo assim o caminho a seguir.

Afirmou que a investigação científica acompanha o índice de desenvolvimento económico de um país.

Temas como “A química e as mulheres”, “Monitorização de culturas com dados de observação especial para estimar necessidades de rega”, e “Relação das rochas na composição química da água e sua influência na saúde”, foram debatidos no workshop.

As festividades do Dia Internacional da Mulher e da Menina na Ciência e na Rádio, comemorado a 11 de Fevereiro, são lideradas pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela ONU Mulheres, em colaboração com instituições e parceiros da sociedade civil que promovem o acesso e a participação de mulheres e meninas na ciência.

A data foi aprovada pela Assembleia Geral da ONU a 22 de Dezembro de 2015, por meio da resolução A/RES/70/212, para promover o acesso integral e igualitário da participação de mulheres e meninas na ciência.

Leia também
  • 12/02/2020 14:47:40

    Cazenga possui dez pontos de acesso à internet grátis

    Luanda - Dez pontos de acesso à internet grátis em banda larga, através da rede Wi-fi foram instalados, até a presente data, no município do Cazenga, em Luanda, pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, visando alargar esta ferramenta digital à população, no âmbito do projecto "Angola Online".

  • 30/10/2019 18:44:58

    Semana de Codificação Africana decorre em Icolo e Bengo

    Luanda - A Mediateca de Proximidade de Icolo e Bengo, em Luanda, realiza desde segunda-feira a Semana de Codificação Africana (África Code Week) com objectivo de despertar nas crianças o interesse pelas tecnologias de informação.

  • 20/01/2019 10:14:15

    Formandos trocam experiências sobre tecnologias de informação no Cazenga

    Cazenga - Trezentos jovens, que frequentam o Centro de Formação Profissional do Cazenga, em Luanda, participaram no workshop sobre ingresso no mercado de trabalho, empreendedorismo e tecnologias de informação.