Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

22 Agosto de 2000 | 12h16

-

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda, 22/08 - Os treinadores Ruben Garcia e João Melanchton admitiram segunda-feira, em Luanda, que a "péssima"actuação dos árbitros de futebol nas competições nacionais, deve-se apressão que têm sofrido.

Os técnicos do Benfica de Luanda e Fc de Cabinda,respectivamente, participavam no programa "jogo aberto" da TelevisãoPública de Angola.

O argentino Ruben Garcia, afirmou que "muitas vezes os árbitrossão pressionados pelos treinadores e dirigentes, sobretudo quando assuas equipas estão em desvantagem".

"Esta situação em parte dificulta o desenrolar do jogo, porqueo árbitro fica afectado psicologicamente por mais bom que seja",sublinhou.

Reconhece também existir subornos aos juizes, principalmentenesta fase da prova, onde as equipas lutam pelas as melhoresposições.

O técnico João Melanchton, por seu lado, disse que "existem corruptores que tentam subornar os árbitros a favor das suas equipas, situação que faz com que o conselho central não divulguepublicamente os nomes dos protagonistas do apito para as jornadas docampeonato nacional".

Na partida Benfica/Fc de Cabinda, segundo os dois treinadores, o árbitro indicado para dirigir sábado o referido desafio foiimediatamente substituído na segunda-feira, sem qualquerjustificação.

O desafio entre as duas equipas disputado apenas na segunda-feira,não se realizou sábado devido a chegada tardia dos visitantes àLuanda.