Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

04 Maio de 2002 | 22h15

-

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda, 4/5 - O Primeiro de Agosto conquistou a 14.a edição da taça de Angola em basquetebol sénior Masculino, ao vencer hoje o Petro de Luanda por 91-75, na final disputada no pavilhão gimno-desportivo da cidadela.

O extremo Edmar Victoriano Baduna, com 27 pontos (três triplos), liderou a equipa, que acabou por ter uma vitoria folgada, apesar do susto que o adversário pregou através do regressado Benjamim Romano.

Baduna, que cumpre a sua primeira época fora do plantel do Petro Luanda, contou na liderança da partida com o base Miguel Lutonda, marcador de 17 pontos e cinco ressaltos e o melhor Triplista do jogo (quatro lançamentos convertidos dos 9,25).

No conjunto de Mário Palma, destacaram-se ainda o experiente Angelo Victoriano (14 pontos e três triplos), o poste Abdel Bouckar, autor de oito pontos e 11 ressaltos e o base Carlos Almeida (11 pontos).

Apesar destes números, a partida, iniciada uma hora depois do grande Derby do nacional futebol, em que o primeiro de Agosto derrotou o Petro de Luanda por 1-0, os petrolíferos deram a replica ate onde puderam, fundamentalmente nos dois primeiros quartos, onde exploraram da melhor forma a sua principal arma - o lançamento exterior.

Victor carvalho (17 pontos) iniciou o encontro com dois triplos dos três que conseguiu durante o jogo em nove tentativas. A coadjuva-lo esteve Mário Belarmino com 16 pontos e três lançamentos triplos.

Mas a verdadeira mola impulsionadora foi Benjamim Romano, que na sua estreia na prova, após regresso dos Estados Unidos, marcou 13 pontos e liderou em algumas ocasiões a equipa, com jogadas espectaculares.

O comportamento deste extremo-base, considerado o Michael Jordan de Angola pela forma como se exibe em campo, obrigou o influente Abdel a cometer faltas sucessivas, que o levaram momentaneamente ao banco de suplentes.

Esta actuação permitiu a equipa petrolífera chegar a cinco pontos de desvantagem (50-55) a dois minutos do fim do terceiro período.

No entanto, o Primeiro de Agosto fazendo recurso a evidente superioridade do seu plantel, principalmente no sector de bases e de postes conseguiu manter uma vantagem media de 10 pontos, alargados para 16 no final.

Os resultados parcelares dos quatro quartos do jogo mostram como foi crescente o domínio dos campeões nacionais. Ou, por outro lado, evidenciam ate onde os petrolíferos resistiram a superioridade do adversário: 21-24; 37-50; 50-63 e 75-91.

Com este triunfo, o primeiro de agosto soma a sua sétima taça de angola e recupera um trofeu que não vencia desde a época de 1995. Hoje destronou o Petro de Luanda (7).

Este e o terceiro trofeu conquistado nesta época pela turma de Mário palma, depois do campeonato provincial de Luanda e a supertaca.

Alem disso, os bi-campeões nacionais terminaram em primeiro lugar e sem qualquer derrota a fase regular do campeonato nacional, etapa que antecede os play-off com inicio a dez deste mês.

A dupla de juizes constituída pelos árbitros Fernando Pacheco e Carlos Júlio não tiveram qualquer dificuldade na condução do encontro assistido por cerca de sete mil pessoas, que ocuparam mais de 90 por cento da lotação do pavilhão central da cidadela, em Luanda.