Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

06 Maio de 2006 | 20h33

Taça CAF: Mbyavanga e Zé Calanga garantem qualificação do Petro

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O Petro de Luanda está qualificado para a fase de grupos da Taça CAF

Foto: Foto Angop

Luanda, 07/05 - Com golos de Mbiyavanga e Zé Calanga o Petro de Luanda venceu sábado no estádio da Cidadela o Arsenal do Ghana, por 2-0, e qualificou-se para a fase seguinte da Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF).#

Depois do empate sem golos na primeira mão disputada em Accra (Ghana), os "petrolíferos"precisavam de vencer para garantir presença na fase seguinte.

A formação angolana começou a mandar na partida desde o primeiro minuto, com um meio campo onde Jony e Mbiavanga tinha a missão de criar as jogadas ofensivas, coadjuvados por Chara e Hélder Vicente como os médios mais defensivos.

Apesar do domínio os pupilos de Djalma Cavalcante, que se estreava a frente da equipa, não conseguiam marcar.

Lebo Lebo ao quatro minutos recebeu um cruzamento de Delgado da esquerda e rematou de cabeça para fora, naquela que foi a primeira ocasião de golo.

O mesmo jogador lesionou-se aos 15 minutos e foi substituido por David, obrigando ao treinador brasileiro a alterar o posicionamento dos atletas em campo.

Ainda assim, o Petro de Luanda continuou a procura do golo e só não alcançou na primeira parte porque os avançados foram perdulários na finalização. Varias vezes Manucho teve oportunidade de marcar mas rematou para fora e noutras ocasiões o guarda-redes contrário segurava.

Na segunda parte o representante angolano entrou com a mesma postura, pressionando a defender e a atacar mais pelas alas explorando a velocidade de Zé Calanga, ora na direita ora na esquerda.

Os ghanenses, que pareciam satisfeitos com o resultado, tentavam sair em contra-ataque mas sem criarem perigo a baliza defendida por Lamá.

Aos 61 minutos os "tricolores" inauguraram o marcador por intermédio de Mbiavanga, na cobrança de uma grande penalidade, castigando mão a bola de Eric Puku. O golo galvanizou os atletas angolanos que diversas vezes poderiam ampliar o resultado.

Zé Calanga aproveitou uma falha da defensiva adversária e apontou o tento da tranquilidade, aos 73 minutos com um remate cruzado da direita, fazendo a bola passar por baixo das pernas do guardião ganense.

O Arsenal não conseguiu reagir e os petrolíferos tiveram apenas que gerir a vantagem até ao apito final do árbitro proveniente da Nigéria, Amos Osareniye, coadjuvado por Samuel Olatunde e Roberto Aundugh do mesmo país.

Estádio Nacional da Cidadela

Resultado ao intervalo: 1-0

Resultado final: 2-0

Marcadores:

Mbiyavanga (61), Zé Calanga (73) As equipas alinharam da seguinte forma:

Petro de Luanda:

Lamá, Lebo Lebo, Hélder Vicente (David) Tana, Chara, Renato, Delgado, Jony, Zé Calanga, Mbyavanga (Miro) e Manucho (Mabiná).

Técnico: Djalma Cavalcante (brasileiro)

Arsenal:

Tua Thomas, Eric Puku, Sett Opoku, Halifax, Fusen Adans, Saly Yakubo, Frank, Janes Boadu (Adami) Addac Owsu, Kurubo, Yusuf Karim (Ibrahim).

Técnico: Joseph Olatende (ganense)

Acção Disciplinar: cartolina amarela para Fusen Adans, Janes Boadu, yusuf Karim e Jony

Cartolina vermelha: Fusen Adans

Leia mais

  • Futebol/Taça CAF/Petro de Luanda qualificado

  • Futebol/Taça CAF: Ghanenses apontam empate da primeira mão como causa da eliminação