Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

26 Agosto de 2007 | 22h15

Futebol: Petro do Huambo eliminado da taça de Angola

Huambo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo, 26/08 – A equipa do Petro do Huambo, foi hoje, eliminada da taça de Angola, ao perder no seu reduto, diante do 1º de Agosto, por 4-3, após a marcação de grandes penalidades.

Os “alvi-negros” entraram bem melhor no jogo e, aos 3 minutos já mereciam estar a vencer, fruto de um remate de Longuinha, defendido de forma precipitada por Ângelo e um cabeceamento de Hélder que embateu ao poste.

Durante os 45 minutos iniciais, só dava Petro. O médio ala Longuinha, mais uma vez, voltou a estar em evidencia no jogo, criando inúmeras vezes perigo aos defensores contrários, enquanto que, o médio trincoNgueno, se encarregava em recuperar bolas no meio campo, e criar linhas de passe que levassem perigo para a intermediaria do 1º de Agosto.

Os forasteiros, tardavam em acertar no seu jogo ofensivo, e timidamente criavam alguns lances ofensivos, mas, sem muito perigo.

No reatamento, as duas equipas equilibraram o jogo, muito por culpa da queda de rendimento do meio campo alvi-negro, que permitiu o adiantamento de Levis, que passou a ser o principal armador de jogo dosmilitares, cujos dianteiros, não conseguiam desfazer-se dos seus marcadores.

A medida que o tempo ia passando, o jogo ganhava outra emotividade, dentro e fora da quadra, com os simpatizantes de cada equipa aplaudirem pelo triunfo, porém, ninguém acertava com a baliza, embora ambasequipas tivessem criado situações de golo.

Na altura da marcação das grandes penalidades, caracterizadas pelaignorância e erro do árbitro Romualdo Baltazar, no que o regulamento refere sobre os critérios de decisão por esta via, Joãozinho, Moreno, Vado e Kumaka, marcaram pelo 1º de Agosto, enquanto que pelos donos de casaNgueno, Braulio e Faustino, igualmente converteram.

Outros atletas que também marcaram penaltes, porém, não os converteram foram Levis e Roger, do 1º de Agosto, Silva, Longuinha e Hélder, pelo Petro do Huambo.

Sob arbitragem de Romualdo Baltazar, auxiliado por Jerson Emiliano e Cláudio Frabcisco, todos da Huíla, as duas equipas alinharam da seguinte forma;

Petro do Huambo; Kapessa, Silva (cap), Braúlio, Faustino, Soares (Joãozinho), Projecto (Benicio), Ngueno, Longuinha, Eliseu, Dudú (Korando) e Hélder.

Treinador; Alberto Cardeau (angolano).

1º de Agosto; Ângelo (Pitchú), Joãozinho (cap), Elisio, Kumaka, Mendes, Mbiyavanga (Vado), Roger, Moreno, Mano (Letu), Levis e Milanzi.

Treinador; Ian Brower (holandês).

Disciplinarmente foram admoestadas cartolinas amarelas para Elísio, Vado, Korando e Faustino.