Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

16 Setembro de 2007 | 19h01

Futebol: Petro de Luanda afasta Benfica do Lubango aos penalties

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Petro de Luanda (de amarelo) vence Benfica do Lubango

Foto: Foto Angop

Luanda, 16/09 - A equipa do Petro de Luanda apurou-se esta tarde para as meias-finais da Taça de Angola ao vencer no estádio nacional da Cidadela o Benfica do Lubango por 3-1 na marcação de grandes penalidades.

As equipas terminaram o tempo regulamentar empatadas a uma bola. com os benfiquistas a marcaram aos treze minutos por intermédio de Gugú e Paulo Silva a empatar na ponta final.

Em vantagem no marcador desde muito cedo, os huilanos dominaram a partida durante muito tempo sem dar oportunidades a formação caseira.

O médio benfiquista Pick aos 27 minutos poderia ter dilatado o marcador. Depois de passar pelo guarda-redes João Ricardo, rematou para a baliza valendo a intervenção de Renato.

A equipa do Petro foi forçada a substituir David por lesão por Bua aos 28 minutos.

Chinho teve uma oprtunidade soberana para nmarcar aos 39 minutos. Sendo perdulários no ataque os "tricolores" foram para o intervalo em desvantagem.

No reatamento os primeiros minutos foram equilibrados. Aos 50 minutos, Nananá quase fez um auto-golo na sequência de um pontapé de canto executado por Renato.

Seis minutos depois Akwá desperdiçou mais uma oportunidade para a equipa do Catetão.

À procura do tento da igualdade, o Petro voltou a alterar a linha de ataque tirar o avançado brasileiro Anderson Machado e para o seu lugar entrar Santana.

A presença deste atacante deu maior objectividade ao Petro que aparecia mais vezes na grande aréa contrária.

Mas foi o Benfica, por Severino, aos 67 minutos que poderia fazer o 2-0, porém João Ricardo com os pés anulou o tento dos encarnados.

No minutos seguinte os tricolores voltaram a efectuar uma substituição com a saída do caboverdiano Humberto e entrada de Paulo Silva.

O autor do golo único golo até então, Gugú, foi substituído por Vado aos 69 minutos. Sem muitas soluções, o Benfica partiram para o anti-jogo com os seus jogadores a cairem ao chão constantemente perante a passividade da equipa de arbitragem.

A cinco minutos do final da partida depois de um cruzamento de Akwá Paulo Silva de cabeça fez o tento da igualdade, não aceite pelos contrários que alegavam fora de jogo do atleta do Catetão.

Na marcação de grandes penalidades apenas Akwá e Mabiná marcaram pelo Petro, falharam Santa e Paulo Silva. Na equipa huilana falharam todos: Diangani, Nananá, Kalucha e Pick.

Equipas:

Petro de Luanda:

João Ricardo, Hélder Vicente, Renato, Kassoma, David (Bua aos 28 min), Chinho, Anderson (Santana aos 60 min), Mabiná, Carlão, Humberto(Paulo Silva aos 70 min), Akwá.

Treinador: Bernardino Pedroto (português)

Benfica do Lubango:

Álvaro, André (Onésimos 86), Samuel, Pitchu, Chico, Pick, Diangane,Mananá, Severino, Kalucha, Gugú (Vado aos 69 min).

Treinador: Roméu Filemon (angolano)

Árbitro: Hélder Martins

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Gugú, Álvaro, Vado

Assistência: 1000 pessoas