Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

21 Dezembro de 2008 | 21h48 - Actualizado em 21 Dezembro de 2008 | 21h48

Progresso do Sambizanga sagra-se campeão nacional feminino

Futebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luena – O Progresso Associação do Sambizanga sagrou-se hoje (domingo) no estádio “Mundunduleno”, do Luena, pela quarta vez consecutiva campeão nacional de futebol feminino, ao vencer na final a Fajec Clube Desportivo de Luanda, por 2-1.

Tanto a Fajec Clube Desportivo como o Progresso Associação do Sambizanga aplicaram as maiores goleadas da prova, com destaque a que as “Sambilas” aplicaram às Estrelas do Moxico (33-0).

A partida começou com uma disputa e entrega renhida. O Progresso rubricou o primeiro golo do encontro aos 20 minutos, por intermédio de Kieza, depois duma falha da guarda-redes contrária.

A Fejec chegou ao empate, ainda na primeira parte, por meio de Mizerio, depois duma certa confusão na pequena área, altura em que o arbitro João Basto expulsou o treinador principal do Progresso, Ferreira Pinto, por reclamar junto do quarto árbitro, Marximina Bernardo, acusando que a bola bateu na mão de uma das atletas da Fajec.

Ainda nos primeiros 45 minutos o árbitro mostrou cartão amarelo a Mimi e Pick (do Progresso) e Mizero (Fajec), com o resultado de 1-1, foram para o intervalo.

No reatamento, as duas equipas optaram pelo jogo mais defensivo com muitas cautelas para não ser surpreendido, tendo efectuado várias substituições. No caso do Progresso foram substituídas Veri por Isac e Tania por Pick, enquanto a Fajec trocou Valentina por Gau e Laurinda no lugar da Maria.

Já na fase crucial do encontro, no tempo adicional, quatro minutos dado pelo árbitro, o Progresso aproveitando a desatenção entre a defesa contrária e guarda-redes, Irene efectuou o passe decisivo e Pick concretizou fazendo o 2-1, para o delírio dos mais 2000 adeptos presente no estádio na sua maioria da equipa campeã.

Maria Duarte Gonçalves “Irene” foi eleita melhor jogadora do encontro e do campeonato pela imprensa, tendo recebido uma Taça e uma “Bota de ouro”.