Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

02 Setembro de 2008 | 23h18 - Actualizado em 03 Setembro de 2008 | 08h47

Bandeira nacional será içada na vila paralímpica

Desporto adaptado

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - A cerimonia de boas vindas e o içar da Bandeira de Angola na vila paralímpica em Pequim (China), realiza-se quarta-feira, três dias depois da chegada da selecção nacional ao local que vai albergar a competição para deficientes, a disputar-se de 7 a 17 deste mês.

A informação foi prestada hoje à Angop, a partir de Pequim, pelo secretário-geral do Comité Paralímpico Angolano (CPA), António Manuel da Luz, que confirmou a abertura do evento no dia seis, e que José Armando Sayovo será o porta-bandeira da selecção.

Segundo a fonte, a equipa que se encontra alojada no terceiro piso do bloco B6 da vila, bem no centro da cidade de Pequim, realizou no último dia uma classificação médico-desportiva.

O secretário-geral do CPA confirmou igualmente a inscrição de Angola na modalidade de atletismo, com uma equipa constituída por José Armando Sayovo e Octávio dos Santos, que irão competir nas distâncias de 100, 200 e 400 metros, para deficientes visuais (classe t11), Francisco Manuel, nos 100, 200 e salto em comprimento.

O conjunto nacional, liderado pelo técnico José Manuel, integra ainda o atleta Joaquim Manuel, que vai evoluir nos 100 e 200 metros, para deficientes da classe t12 (cegueira parcial), Evalina Alexandre, nos 100, 200 e 400 metros, e Domingos Sebastião, deficiente motor, classe t46, que vai competir nos 100 e 200 metros.

   

Quanto aos treinos, António da Luz referiu que estão a ser realizados sem rescrições, num dos campos para efeito dentro da vila paralímpica, acrescentando que a equipa encontra-se em perfeitas condições de saúde.

  

Na prova, saliente-se, Angola tem como objectivo a obtenção de resultados positivos, repetindo as proezas obtidas por José Sayovo nos 100, 200 e 400 metros nos jogos da Grécia Atenas2004. 

Assuntos Angola  

Leia também
  • 25/01/2019 15:47:59

    Desporto eleva imagem de Luanda

    Luanda - Pitoresca e cheia de atractivos, Luanda é uma inesgotável fonte de talentos. A cidade, fundada em 1576, destaca-se pela cultura desportiva de boa parte dos habitantes.

  • 31/12/2018 08:59:20

    Retrospectiva2018: Andebol reforça hegemonia

    Luanda - Sem igual, o andebol feminino reforçou este ano a hegemonia em África, com a conquista de mais um título, elevando para 13 o leque de troféus erguidos desde 1998. Em 20 anos, apenas em três ocasiões o país falhou o "caneco".

  • 28/12/2018 17:32:47

    Retrospectiva2018: Desporto adaptado gera ouro

    Luanda - A conquista do Campeonato do Mundo de Futebol para Amputados, em Novembro, no México, produziu júbilo generalizado. Pela sua relevância, este título faz do desporto adaptado embaixador angolano pelo mundo, por direito próprio.

  • 28/12/2018 10:55:05

    Retrospectiva2018: Futebol volta a "brilhar"

    Luanda - O futebol angolano conseguiu contrariar, em 2018, a tendência de fracassos que, nos últimos anos, fragilizavam a imagem dos clubes e da selecção nacional.