Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

21 Novembro de 2009 | 19h11 - Actualizado em 21 Novembro de 2009 | 19h11

Ex-internacional defende maior colectivismo na selecção

CAN2010

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lunda - O antigo internacional angolano Luís Cazengue “Luizinho, que actuou no Petro de Luanda, disse hoje, nesta cidade, que os atletas da selecção devem ter muita cautela e primar pelo colectivismo durante a Taça de Africa das Nações de 2010, que o país albergar em Janeiro.

Ao falar hoje à Angop, em reacção ao sorteio da prova, Luisinho defendeu ser necessário que os Palancas Negras estejam a nível aceitável, por formas a que possam liderar o grupo A, que no seu entender é equilibrado. Fazem parte da série Angola, Mali, Malawi e Argélia.

Na sua opinião, a esta altura Angola precisa de um colectivo forte, em detrimento de individualidades, se quiser atingir os patamares desejados como é a conquista do título ou melhoria da prestação anterior.

"Angola será um alvo a abater por qualquer uma das equipas que está na prova, por isso temos que fazer uma boa preparação e ter uma equipa base já estruturada até finais de Dezembro", disse.

Considerou o grupo razoável, pelo que é preciso respeitar todos os adversários para a selecção nacional não ser surpreendida por equipas consideradas "fracas".

Para além do Petro de Luanda, Luisinho actuou nas equipas do Alverca, Sporting de Braga e Académica de Viseu, todas de Portugal, e passou pela Arábia Saudita, EUA e Canadá.