Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

07 Fevereiro de 2010 | 21h20 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2010 | 09h39

Danny anula Petro e dá Supertaça ao 1º de Agosto

Futebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O golo do zambiano Danny, no período de compensação, evitou o prolongamento neste domingo, no estádio da Cidadela, que deu ao 1º de Agosto a conquista da Supertaça de Angola em futebol, no empate (1-1) da segunda mão frente ao Petro de Luanda.

Quando se esperava por prolongamento no desafio de resposta, numa altura em que o Petro vencia, por 1-0, fruto do resultado de 1-2 da primeira ''mão'', o 1º de Agosto conseguiu evitar o cansaço que as três equipas carregavam ao longo do tempo regulamentar.

Um golo de bola parada do zambiano, numa cópia do primeiro tento dos dois que apontou na primeira ''mão'' no dia 4, na mesma baliza, mas com guarda-redes diferente, impediu que o árbitro internacional Pedro dos Santos continuasse com o jogo.

A formação do 1º de Agosto (vencedora da taça de Angola), agora sob o comando do sérvio Drulovic, precisava apenas deste empate para a consagração, mas Job, aos nove minutos, de cabeça, colocou o Petro em vantagem, após concluir canto batido do lado direito.

A partir daí, de acordo com regulamentos da Federação Angolana de Futebol (FAF), caso o resultado terminasse assim, recorria-se ao prolongamento para se encontrar o vencedor.

Depois de sofrer o golo, o 1º de Agosto pressionou o último reduto adversário, mas os seus dianteiros foram falhando ocasiões claras para chegar ao empate.

Danny, adaptado como ponta, na ausência de Love e Bena, no banco de reservas, foi o mais perdulário. O Petro (campeão nacional) também teve muitas oportunidades perdidas, destacando-se a do Joka, já no declinar do primeiro período.

No reatamento, a equipa ‘’militar’’ continuou a fustigar o sector mais recuado dos petrolíferos, a procura do empate e a consequente conquista do oitavo troféu, reservado ao campeão nacional e ao vencedor da taça de Angola.

Foi nesta ordem que a formação do “rio seco” conseguiu arrebatar o título, que serve de estímulo para os seus novos inquilinos, designadamente o técnico Drulovic e coadjuvados e os estreantes Kali e Wilson.

As duas equipas voltam a encontrar-se no próximo dia 21, já para a primeira jornada do campeonato nacional de futebol da I divisão, Girabola 2010.