Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

21 Março de 2010 | 22h25 - Actualizado em 21 Março de 2010 | 22h24

Angola empata e é eliminada pela Namíbia

Futebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela – A selecção sénior feminina falhou este domingo, em Benguela, o apuramento para a segunda e última fase das eliminatórias de acesso ao CAN da África do Sul, ao empatar, por 1-1, na recepção à similar da Namíbia, na segunda “mão” desta prova, depois de ter perdido o primeiro encontro em Windhoek, por 1-2.

No Estádio Nacional de Ombaka, em Benguela, palco do jogo, a capitã Irene deu vantagem às “Welwitchias”, ao inaugurar o marcador, aos 51 minutos, mas Kleihtjia, repôs, aos 87’, a igualdade no encontro e manteve a Namíbia na “corrida” ao CAN feminino, a realizar-se em Outubro próximo.

Na partida, a primeira que o Estádio Nacional de Ombaka acolhe depois do CAN2010 (em seniores masculinos), o assobio ensurdecedor de milhares de espectadores fez com que as “Welwitchias” dessem a volta ao resultado no reatamento do jogo, depois de um empate nulo registado na etapa inicial.

Para chegar ao golo, as “anfitriãs” esforçaram-se perante uma adversária ávida para vencer a todo o custo. No início, a capitã Irene rematou forte à entrada da pequena área, assinalando o primeiro perigo, mas as namibianas responderam aos dois minutos, através de Lena que chutou com força mas sem sucesso.

Minutos depois, Patrícia foi incapaz de complementar um passe de Yolanda, desperdiçando assim a soberana oportunidade para finalizar e colocar a bola para o fundo da baliza de Eixas, guarda-redes namibiana.

Determinada a contrariar a estratégia das visitantes, as Welwitchias voltaram a criar outra grande oportunidade aos 11 minutos, novamente através de Irene, que foi travada em falta. Na cobrança, Lídia fez um cruzamento com mestria que embateu contra a trave da baliza. Irene insistiu, porém, a bola não entrou.

A Namíbia respondeu de imediato, por intermédio de Coleman, que aos 13 minutos fez um belo remate na sequência de um cruzamento de canto, mas a bola passou por cima da baliza de Santa, guardiã angolana.

Volvidos 34 minutos, Irene passou por meio de quatro adversárias, passou o esférico para Yolanda, cuja finalização foi ineficaz para dar alegria aos adeptos eufóricos nas bancadas do estádio.

Inconformada com o rumo dos acontecimentos, Kleihtjia, autora do golo da Namíbia, aproveitando uma ocasião, ainda procurou marcar para a sua equipa, mas perdeu muito tempo na pequena área angolana.

Apesar da agressividade e da criatividade de Angola, a Namíbia pressionou a poucos minutos do fim do desafio e controlou parte do jogo, embora as “Welwitchias” estivessem muito perto do segundo golo, mesmo sob uma chuva que caía sobre a cidade de Benguela.

Leia também