Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

12 Junho de 2010 | 22h35 - Actualizado em 14 Junho de 2010 | 13h22

1º de Agosto vence Petro de Luanda em jogo atípico

Basquetebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Pormenor de mais um ataque do Primeiro de Agosto (vermelho)

Foto: Angop

  

Luanda- O 1º de Agosto venceu hoje (sábado), no pavilhão principal da Cidadela, o Petro de Luanda por 95-88, em partida da 11ª jornada da fase final do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol "final four", num jogo marcado por uma primeira parte atípica.

Ao contrário do que tem sido o desafio entre ambas, marcados por muita “rivalidade” e espectáculo, o jogo de hoje foi pouco emotivo, pelo facto da tabela classificativa estar já definida a uma jornada do fim.

Deste modo, a partida entre as duas equipas mais tituladas do país (1º de Agosto/16, Petro/10) foi disputada a um ritmo muito lento, sem qualquer rigor, tanto a defender como a atacar.

Depois de entrar com o habitual cinco inicial (Lutonda, Mário Correia, Carlos Almeida, Felizardo Ambrósio e Kikas Gomes), o 1º de Agosto, jogados quatro minutos, optou por utilizar os juniores que fazem parte do plantel sénior, como foram os casos de Hermenegildo Santos e Yanick Moreira.

Por sua vez, o Petro de Luanda, que não contou com Mário Porter, Roberto Fortes e Francisco Horácio (lesionados), entrou com Mingas, Albano, Paulo Santana Vlademir Pontes e Divaldo Mbunga e a meio do primeiro quarto lançou também os jovens Braúlio Morais e Afonso Rodrigues.

Ao lado de alguns veteranos, os atletas menos utilizados das duas equipas protagonizaram um confronto sem grandes pormenores de realce e no intervalo, pela primeira vez num encontro entre estas duas formações, os adeptos começaram a abandonar o recinto, inclusive a claque dos “militares”, que, na ocasião, perdiam por 41-46.

Na segunda parte, os “rubro-negros” entraram com a equipa principal e muito cedo deram a volta ao resultado, alcançando uma vantagem de 23 pontos (82-59), mas de seguida os “petrolíferos” recuperaram e reduziram para dois pontos (84-82). Os “militares” puxaram pela experiência e venceram o desafio por 95-88.

O 1º de Agosto soma 22 pontos na liderança, campeão antecipado, e o Petro de Luanda, com 14, ocupa a terceira posição.

Com arbitragem de Domingos Simão e Horácio Macedo, as equipas alinharam da seguinte forma:

Petro de Luanda: Eduardo Mingas (09), Braúlio Morais (13), Fernando Albano (09), Afonso Rodrigues (11), Paulo Santana (10), Miguel Kiala (07), Vlademir Pontes (16), Hermenegildo Mbunga (06), Idelfonso Kiteculo (07).

Técnico: Alberto Babo

1º de Agosto: Filipe Abraão (11), Adilson Baza (10), Mário Correia (18), Kikas Gomes (25), Felizardo Ambrósio (09), Francisco Jordão (00), Adolfo Quimbamba

(08), Carlos Almeida (06), Miguel Lutonda (00), Rodrigo Mascarenhas (02), Hermenegildo Santos (04), Yanick Moreira (02).

Técnico: Luís Magalhães

Resultados parciais: 26-20, 46-41 (intervalo), 59-82, 88-95 (final).

Assuntos Angola  

Leia também
  • 25/01/2019 15:47:59

    Desporto eleva imagem de Luanda

    Luanda - Pitoresca e cheia de atractivos, Luanda é uma inesgotável fonte de talentos. A cidade, fundada em 1576, destaca-se pela cultura desportiva de boa parte dos habitantes.

  • 31/12/2018 08:59:20

    Retrospectiva2018: Andebol reforça hegemonia

    Luanda - Sem igual, o andebol feminino reforçou este ano a hegemonia em África, com a conquista de mais um título, elevando para 13 o leque de troféus erguidos desde 1998. Em 20 anos, apenas em três ocasiões o país falhou o "caneco".

  • 28/12/2018 17:32:47

    Retrospectiva2018: Desporto adaptado gera ouro

    Luanda - A conquista do Campeonato do Mundo de Futebol para Amputados, em Novembro, no México, produziu júbilo generalizado. Pela sua relevância, este título faz do desporto adaptado embaixador angolano pelo mundo, por direito próprio.

  • 28/12/2018 10:55:05

    Retrospectiva2018: Futebol volta a "brilhar"

    Luanda - O futebol angolano conseguiu contrariar, em 2018, a tendência de fracassos que, nos últimos anos, fragilizavam a imagem dos clubes e da selecção nacional.