Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

13 Fevereiro de 2011 | 02h04 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2011 | 14h26

Felizardo Ambrósio "afunda" Benfica em plena cidade de Lisboa

Basquetebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1º de Agosto frente ao Libolo

Foto: Angop

Lisboa (Do enviado especial) - O 1º de Agosto ficou a uma vitória de conquistar a Supertaça Compal em basquetebol sénior masculinos, depois de vencer  o Sport Lisboa e Benfica por 95-89, após prolongamento, com duplo-duplo de Felizardo Ambrósio (22/20).

 O jogo, entre campeões de Angola e Portugal, foi uma autêntica propaganda ao basquetebol. O pavilhão de Campo Pequeno, em Lisboa (Portugal), que não recebe regularmente jogos, ficará marcado com a exibição das duas equipas que deram tudo pela conquista da vitória.

A vitória dos “militares”, consumada após prolongamento, não foi fácil. Tendo em conta a prestação de ambas equipas, o resultado final poderia ser favorável a qualquer uma das duas, mas venceu a que melhor defendeu.

O 1º de Agosto, fruto da superioridade física do adversário, com três jogadores com mais de dois metros e bases com mais de 1, 95, optou por defender a zona e conseguiu impedir que os campeões portugueses explorassem o jogo interior.

No entanto, o Benfica, que ficou arredado da disputa pelo título, usou como alternativa os lançamentos exteriores, com o base-extremo António Tavares a se destacar com 15 pontos, divididos nos dois últimos períodos. O jogador benfiquista esteve imparável nos “tiros” a longa distância.

O 1º de Agosto respondia pela mesma moeda com Carlos Almeida e Karlton Mims, que hoje conseguiu dar conta do recado e foi o melhor nas assistências (07). No jogo interior Ambrósio esteve irrepreensível, marcou 22 pontos e ganhou ainda 20 ressaltos dos quais 15 defensivos.

Os três primeiros quartos foram equilibrados com as  duas equipas a alternarem constantemente a liderança no marcador. O último também, mas mais emocionante. Depois de uma sequência de empates, o Benfica colocou-se na frente do marcador por cinco pontos de diferença (78-73).

Quando a formação portuguesa “cantava” vitória e os adeptos “militares” cabisbaixos, Luís Magalhães fez entrar para quadra Miguel Lutonda, fazendo a vontade da claque que não parava de pedir a entrada do  base.

Karlton Mims reduziu para 78-76 e a oito segundos do final Lutonda empatou (78-78). Os campeões portugueses tentaram marcar no último ataque do tempo regulamentar, mas não conseguiram e o jogo terminou empatado.

No prolongamento, o 1º de Agosto entrou melhor psicologicamente, teve mais calma, ao contrário do adversário que apresentou-se nervoso e com ansiedade a mais. A pressão de jogar em casa prejudicou o Benfica que acabou perdendo por 95-89.

Com esta vitória os “rubro-negros” lideram a prova com quatro pontos e precisam vencer domingo o FC Porto para ficarem com o troféu. Por outro lado, “vingam-se” assim do Benfica com quem perderam na primeira edição em Luanda.

1º de Agosto: Filipe Abraão (00), Armando Costa (02), Adilson Baza (00), Mário Correia (07), Kikas Gomes (11), Felizardo Ambrósio (22), Islando Manuel (00), Hélder Ortet (13), Adolfo Quimbamba, Carlos Almeida (21), Miguel Lutonda (07), Karlton Mims (12).

Técnico: Luís Magalhães

Benfica: António Tavares (21), Heshimu Evans (02), Sérgio Ramos (12), Michael Willians (24), Diogo Carreira (12), Rodrigo Mascarenhas (08), Miguel Minhava (00), Carlos Ferreirinha (00), Elvis Évora (08), Gregory Jenkins (02), Ekjersey Viana (00).

 

Técnico: Henriques Vieira