Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

13 Fevereiro de 2011 | 21h36 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2011 | 07h50

Libolo despede-se com triunfo da competição

Basquetebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lisboa (Do enviado especial) - Com 41 pontos do poste Reggie Moore e 30 do extremo Olímpio Cipriano, o Recreativo do Libolo venceu hoje, no pavilhão de Campo Pequeno em Portugal, o Sport Lisboa e Benfica por 109-107, após prolongamento.


 
Com esta vitória, a formação orientada por Raúl Duarte queda-se na segunda posição, numa prova ganha pelo 1º de Agosto.

Mais uma vez, o Libolo, que participou no torneio como vencedor da Taça de Angola, dependeu da inspiração de Reggie Moore, indicado pela terceira vez consecutiva Jogador Mais Valioso (MVP), e Olímpio Cipriano, com 41 e 30 pontos respectivamente, sendo mais de metade dos pontos da equipa.


 
As duas equipas protagonizaram um bom jogo. O Libolo entrou motivado com a vitória sobre o FC Porto na ronda anterior e manteve
o mesmo ritmo frente ao Benfica, com defesa a zona e constantes saídas para o ataque em velocidade, com Milton Barros como
condutor.


 
Heshimu Evans (25 pontos) e António Tavares (22) foram os jogadores mais inconformados do campeão português e então detentor do troféu Compal, que terminou o torneio sem qualquer vitória.


 
Depois de três períodos equilibrados, as equipas disputaram o último como uma final. Apesar de se tratar de uma prova sem carácter
competitivo, ambas se empenharam na procura da vitória. De um lado o Libolo ainda com esperanças de se sagrar campeão e do outro o Benfica que procurava pelo menos uma vitória.


 
Foi um quarto muito emotivo que terminou empatado (100-100), obrigando as equipas a mais cinco minutos extras. 


 
Nesta fase, tanto uma como outra demonstrou algum desgaste físico. A sete segundos do final a formação angolana perdia por 106-107, mas um triplo de Cipriano inverteu o quadro e deu vitória ao Libolo por 109-107.


 
Libolo: Olímpio Cipriano (30), Francisco Sousa (00), Domingos Bonifácio (00), Edson N'doniema (08), Manuel Mariano (00), Mayzer
Alexandre (03), Abdel Gomes (02), Reggie Moore (41), Abdel Bouckar (09), Simão Santos (00), Milton Barros (16), Edgar Chocolate (00).
Técnico: Raúl Duarte.


 
Benfica:
António Tavares (22), Heshimu Evans (25), Michael Willians (09), Diogo Carreira (15), Rodrigo Mascarenhas (06), Miguel Minhava (06), Elvis Évora (14), Gregory Jenkins (06), Ekjersey Viana (04). 
Técnico: Henrique Vieira
 

Assuntos Angola  

Leia também
  • 23/06/2018 11:59:04

    Tea Club realiza III Festival infanto-juvenil

    Luanda - Pelo menos 500 crianças, dos seis a 16 anos de idade, filiadas em clubes de Luanda, participaram neste sábado no III Festival Infanto-Juvenil de Desportos aquáticos, subaquáticos e xadrez, promovido pela Associação Tea Club, em colaboração com o Complexo Piscina de Alvalade.

  • 10/06/2018 14:19:08

    Kabuscorp interpõe recurso à FIFA no "caso TP Mazembe"

    Luanda - O Kabuscorp do Palanca interpôs um recurso à FIFA e aguarda pelo desfecho para se ultrapassar o impasse que o opõe com TP Mazembe da RDC, sobre uma alegada dívida contraída pelo clube angolano, por altura da contratação de Tresor Mputu Mabi.

  • 10/06/2018 14:13:54

    Basquetebol: ISPTEC na final do campeonato universitário

    Luanda - A formação do Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC), campeão em título, apurou-se hoje para a final do campeonato universitário de basquetebol em masculinos, após vitória no prolongamento frente à Universidade Lusíada, por 85-80, em jogo da meia-final disputado no seu reduto, em Luanda.

  • 02/06/2018 16:00:18

    Akwá defende incentivo às crianças para prática do futebol

    Luanda - A necessidade de se dar maior incentivo às crianças que praticam o futebol para que no futuro os resultados apareçam, pressuposto que deve estar aliado a criação de infraestruturas condignas, foi defendido hoje, sábado, pelo ex-futebolista e capitão da selecção nacional, Fabrice Mayeco "Akwa".