Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

24 Abril de 2011 | 22h03 - Actualizado em 25 Abril de 2011 | 07h09

Libolo revalida troféu

Basquetebol/Taça

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A terceira "deu" a taça de Angola ao Recreativo do Libolo

Foto: Angop

Luanda - O Recreativo do Libolo conquistou, pelo segundo ano consecutivo, a Taça de Angola em basquetebol sénior masculinos, depois de vencer hoje (domingo) no pavilhão da Cidadela, na finalíssima, o Petro de Luanda por 83-68.

Com o norte-americano Reggie Moore, mais uma vez, em grande destaque marcando 20 pontos, a formação de Calulo conquistou o segundo troféu do seu historial, ao passo que os "petrolíferos" prolongam o " jejum" para quatro anos sem conquistar o referido troféu.

O jogo foi marcado pelo equilíbrio. A diferença de um ponto, no final do primeiro quarto (21-20) a favor do Libolo, mostra claramente o equilíbrio que se registava. No segundo a história foi a mesma, apesar da formação de Calulo ter vencido por 22-18, fixando o resultado ao intervalo em 42-38.

No terceiro quarto a história repetiu-se, com as duas formações a alternarem constantemente a liderança no marcador.

O Libolo puxou dos galões no quarto período e alcançou a diferença pontual de 15 pontos (70-55) o suficiente para gerir até ao final. Os "petrolíferos” ainda tentaram dar a volta ao resultado, mas durante o encontro conseguiam apenas reduzir para nove a 10 pontos.

Na ponta final, fruto da inexperiência de alguns jogadores, o Petro de Luanda perdeu três ataques seguidos que foram cruciais, permitindo aos pupilos de Raúl Duarte aproveitaram o período menos bom que atravessava o adversário para consolidar a vantagem e fixar o resultado final em 83-68.

Com arbitragem de Domingos Simão, Fernando Pacheco e Carlos Júlio, as equipas alinharam da seguinte forma:


 
Petro de Luanda: Braulio Morais (03), Roderick Nealy (19), Romenigue Samba (00), Roberto Fortes (09), Paulo Barros (02), Paulo Santana (00), Miguel Kiala (05), Cedrick Ison (09), Hélder Gonçalves (10), Wlademir Pontes (00), Divaldo Mbunga (11), Idelfonso Kiteculo (00).
 
Técnico: Alberto Babo.


 
Libolo:
Domingos Bonifácio (10), Olímpio Cipriano (12), Francisco Sousa (00), Edson Ndoniema (00), Mayzer Alexandre (02), Abdel Bouckar (03), Simão Santos (07), Leonel Paulo (06), Abdel Gomes (05), Reggie Moore (20), Feliciano Camacho (05), Milton Barros (13).
 
Técnico: Raúl Duarte