Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

15 Fevereiro de 2012 | 11h24 - Actualizado em 15 Fevereiro de 2012 | 11h24

Petro de Luanda 'verga' CAB de Portugal

Basquetebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


Benguela - O Petro de Luanda derrotou, na noite desta terça-feira, o CAB Madeira de Portugal, por 88-77, em partida da primeira jornada da Supertaça Compal, que decorre no pavilhão Acácias Rubras, em Benguela.


Comandados por Alberto Babo, os petrolíferos controlaram o encontro do princípio ao fim, obrigando o adversário a jogar ao seu ritmo.


Com cultura diferente, o CAB tentou complicar o Petro de Luanda com um basquetebol extremamente táctico, circulação de bola e lançamento na linha dos três pontos, mas faltou eficácia por parte dos lançadores.
 

O norte-americano Austin Keanon era o único que acertava, mas sozinho não conseguia contrariar o Petro, que fez do jogo colectivo a principal “arma” e na primeira parte vencia por 45-39.
 

Na segunda parte, a equipa angolana acreditou mais nas suas capacidades técnico e táctica e ampliou a vantagem. O CAB, sem poder de resposta, ainda tentou dar a volta ao resultado, mas o Petro acertou o jogo exterior e manteve-se na frente até ao final.


Com 19 pontos, o estremo Roderick Nealy foi o melhor marcador do conjunto angolano, seguido de Carlos Morais com 16, numa partida liderada pelo norte-americano do CAB Austin Keanon, com 22 pontos.


Os “petrolíferos” ocupam a primeira posição do grupo A e está a uma vitória da final do torneio, a ser jogada domingo, no pavilhão da Cidadela, em Luanda.


O jogo teve arbitragem de Fernando Rocha, Clésio Francisco e Artur Castro e as equipas marcaram:
 

CAB Madeira: Austin Keanon (22), Shawn Jackson (15), Jaime Silva (03), Mário Fernandes (05), João Ferreira (00), Fábio Lima (06), Jorge Coelho (16), Bruno Cavalcante (02), Barry Shetzer (00), Jarvis Gunter (08), Carlos Bettencourt (00), José Correia (00).


Técnico: João Freitas
 

Petro de Luanda: Yuri Swingue (00), Braulio Morais (03), Roderick Nealy (19), Roberto Fortes (04), Paulo Barros (02), Paulo Santana (08), Miguel Kiala (06), Cedric Ison (08), Simão Santos (07), Divaldo Mbunga (09), Abdel Gomes (06), Carlos Morais (16).
 

Técnico: Alberto Babo.
 

Leia também