Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

20 Abril de 2012 | 23h29 - Actualizado em 20 Abril de 2012 | 23h32

1º de Agosto sem "chama" conquista 13º troféu

Taça de Angola

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Miguel Lutonda, capitão do 1º de Agosto, erguendo o troféu

Foto: Angop

Luanda - O 1º de Agosto, com um jogo pouco vistoso, precisou marcar apenas mais três pontos que o Interclube, na vitória por 80-77, hoje no pavilhão do Rio Seco, em Luanda, para erguer o seu 13º troféu da Taça de Angola, segunda competição mais importante do calendário nacional.

Esta noite, na segunda mão da final, os "militares" precisaram "puxar" da experiência para ultrapassar um adversário difícil e beneficiaram da vitória na primeira mão, por 94-56.

No entanto, esperava-se mais das duas formações, tendo em conta os jogadores que constituem os respectivos planteis e as exibições durante o Campeonato Nacional. O jogo foi disputado sem o ritmo esperado numa final e ficou marcado pela fraca qualidade de jogo e do trio de arbitragem.

Apesar da vitória, o 1º de Agosto apresentou-se mal, cometeu muitos erros ofensivos e perdeu vários ataques. Sem a "chama" ofensiva que lhes caracteriza, os pupilos de Mário Palma não conseguiram evidenciar o seu jogo na primeira parte e ficavam três a cinco minutos sem marcar.

Fruto desse rendimento, apontaram 15 pontos no quarto inicial e apenas 10 no segundo, totalizando 25 pontos.

O Interclube, com a obrigação de vencer para forçar a finalíssima, entrou a todo "gás", com Milton Barros a fazer a diferença. Muito cedo, o  base demonstrou vontade de vencer e "carregou" a equipa nas jogadas ofensivas.

Mas a sua entrega não era correspondida pelos colegas, que cometeram muitos erros defensivos e excesso de faltas.

Ainda assim, com Interclube mal, o 1º de Agosto esteve muito mal na primeira parte e foi para o intervalo a perder por 10 pontos de diferença (35-25).

No terceiro período, a história repetiu-se. Os "rubro-negros" continuavam a não se "encontrar", muito também pelo facto de subestimarem o adversário, e os "polícias" a depender da inspiração de Milton Barros. No final dessa etapa, o resultado foi e 47-51, a favor do Inter.

No último quarto, as duas equipas cometeram menos erros e exibiram um basquetebol mais táctico, com gestão dos 24 segundos de posse de bola, jogo mais colectivo e várias jogadas ensaiadas.

Com sucessivos empates (53-53, 56-56, 58-58, 63-63, 69-69), num período muito equilibrado, ambas terminaram o tempo regulamentar igualadas por 72 pontos.

No prolongamento, foi determinante a experiência dos "militares", que contam com Armando Costa, Kikas Gomes, Carlos Almeida e Domingos Bonifácio, campeões africanos, além do norte-americano Reggie Moore, que já passou por vários campeonatos europeus.

 

No Interclube, Milton e Eduardo Mingas também ostentam a faixa continental, mas só o primeiro parecia inspirado.

A 28 segundos do fim, os "polícias" perdiam por dois pontos de diferença e detinham a posse de bola, mas falharam o ataque. Na resposta o 1º de Agosto ampliou (78-75).

Seguiram-se minutos de muita tensão, mas os pupilos de Mário Palma conseguiram gerir melhor a situação e vencer a partida (80-77) Com arbitragem de Fernando Pacheco, David Manuel e Francisco Pacheco, as equipas marcaram da seguinte forma:

 

1º de Agosto: Domingos Bonifácio (13), Filipe Abraão (00), Armando Costa (03), Mário Correia (08), Felizardo Ambrósio (12), Kikas Gomes (02), Gerson Monteiro (00), Carlos Almeida (11), Miguel Lutonda (00), Leonel Paulo (07), Hermenegildo Santos (00), Reggie Moore (24).

Técnico: Mário Palma

 

Interclube: Edmundo Ventura (08), Matthew Shaw (04), Francisco

Machado (12), Jorge Tati (12), Muamba Ilunga (00), Lifetu Selengue (04),

Yubi Major (00), Eduardo Mingas (12), Milton Barros (22), Simão João

(00) Adilson Ramos (09), Joaquim Xavier (02).

 

Técnico: José Carlos Guimarães

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 11/11/2018 18:57:18

    Futebol adaptado: Misto do Huambo revalida Taça de Angola

    Luanda - O Misto da província do Huambo em futebol para amputados revalidou neste domingo o título de campeão da Taça de Angola com vitória sobre o 1º de Junho de Luanda, por 3-1, em partida disputada no estádio dos Coqueiros.

  • 28/10/2018 14:11:33

    Futebol adaptado: Angola abre mundial com Ucrânia

    Luanda - A selecção nacional de futebol para amputados defronta a Ucrânia a uma hora de segunda-feira ( 19 horas locais deste domingo), em jogo inaugural, Grupo D, do Campeonato do Mundo, iniciado sábado em Guadalajara (México).

  • 26/10/2018 01:37:32

    Afrotaças: "Perdemos a eliminatória em casa" - Ivo Traça

    Luanda - O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, admitiu quinta-feira, na capital do país, que a equipa perdeu a eliminatória das meias-finais da Liga de Clubes Campeões Africanos em futebol, no jogo da primeira - mão (dia 3), no Estádio 11 de Novembro, devido a vitória mínima de 1-0.

  • 23/10/2018 21:31:01

    Árbitro tendencioso tira D'Agosto da final da Liga

    Luanda - A actuação tendenciosa do árbitro zambiano Janny Sikazwe contribuiu significativamente no impedimento do 1º de Agosto atingir a final da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, ao perder diante do Esperance de Túnis, por 2-4, em jogo da meia-final da prova, disputado hoje, no Estádio Olímpico de Radés, na Tunísia.