Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

01 Julho de 2012 | 20h59 - Actualizado em 02 Julho de 2012 | 08h26

Luís Aires afastado do comando técnico do Recreativo da Caála

Girabola2012

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo – O treinador português Luís Aires foi afastado hoje, domingo, do comando técnico da principal equipa de futebol do Recreativo da Caála, devido aos maus resultados desta formação no presente Girabola.

Ao anunciar a decisão à imprensa, o presidente dos caalenses, Horácio Mosquito, justificou que a demissão de Luís Aires visa devolver o rumo que o clube merece, tendo em conta os objectivos que se propôs atingir (o topo do Girabola e a final da Taça de Angola).

Sublinhou que o plantel tem demonstrado ao longo da competição estar a necessitar urgentemente de uma atitude de liderança diferente, algo que o treinador demissionário pouco consegue fazer.

Mosquito informou que o sucessor de Luís Aires será anunciado segunda-feira mas evitou pormenores sobre o nome ou origem.

“Vimo-nos forçados a tomar esta decisão de demitir o Luís Aires pelo mau desempenho da equipa. Dos sete jogos que realizamos fora de casa perdemos seis e empatamos um, o que é muito mau para o alcance dos objectivos”, frisou.

O presidente de direcção do único representante da província do Huambo no Girabola mostrou-se optimista num desempenho melhor na segunda volta. Disse que o Recreativo da Caála possui futebolistas de qualidade técnica e táctica capazes de, num curto espaço de 

tempo, recolocarem a equipa no topo.

Aires assumiu o comando na 8ª jornada do Girabola2011 e deixa a equipa na 11ª posição com 18 pontos.

Com o afastamento, eleva-se para oito o número de treinadores demitidos na presente época. Os outros são Alain Claude e Miguel Banganga (Sporting de Cabinda), António Caldas (Interclube), Álvaro Magalhães (Nacional de Benguela), Jorge Humberto Chaves (Benfica de Luanda), Miroslav Maksimovic (Petro de Luanda) e José Luís Borges (Santos FC).

Assuntos Província » Huambo  

Leia também