Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

15 Novembro de 2013 | 19h17 - Actualizado em 15 Novembro de 2013 | 19h57

1º de Maio troca Paulino Júnior por Paulo Saraiva

Benguela - O técnico Paulino Júnior será substituído por Paulo Saraiva no comando do 1º de Maio de Benguela, apesar de ter "salvo" a equipa da descida de divisão no Girabola 2013, anunciou fonte da agremiação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1º de Maio

Foto: Pedro Parente

“Ao contrário do que se diz, o 1º de Maio não dispensou o técnico (Paulino Júnior), mas decidiu por vontade própria não renovar o contrato provisório por mais uma temporada”, afirmou Rui Araújo, o vice-presidente para o futebol, em declarações à Angop, em Benguela, tendo explicado que se trata de um contrato do tipo verbal e válido apenas para a época 2013.

Sem dar mais pormenores, o responsável proletário disse que para substituir o Paulino Júnior, que deixa mais uma vez o comando da equipa, o clube estaria a acertar uma proposta com o actual treinador do Atlético do Namibe, Paulo Saraiva.

“A direcção decidiu que era a hora de fazer mudanças, porque a equipa enfrentou uma má fase durante o Girabola2013”, justificou Rui Araújo, acrescentando que Paulo Saraiva tem um currículo que serve bem para os propósitos da formação benguelense.

Paulino Júnior, que até agora acumula três demissões apenas no 1º de Maio, estreou-se como técnico principal deste clube em 2010 e comandou a equipa na subida à I divisão. No Girabola2011, após 25 jogos disputados e 29 pontos somados, o treinador foi afastado do cargo, por maus resultados.

Em 2012, altura em que a agremiação de Benguela havia também descido de divisão, Paulino Júnior reassumiu o lugar naquele que seria o retorno do conjunto encarnado à fina-flor do futebol nacional, época 2013.

Logo no início da temporada 2013, Paulino Júnior foi substituído outra vez, desta pelo luso-angolano Eddie Cardoso, que na primeira volta do Girabola deste ano comandou a equipa durante sete jornadas, com um triunfo, um empate e cinco derrotas.

Após o afastamento do técnico formado na Inglaterra e contratado a partir de Portugal, Paulino Júnior, até então treinador adjunto, voltou às funções de principal responsável do conjunto duas vezes campeão nacional, e conseguiu manter o combinado no principal escalão do futebol nacional.

O 1º de Maio foi fundado a 1 de Abril de 1981 a partir da fusão do Estrela Vermelha de Benguela e do Grupo Desportivo 1º de Maio. Mais tarde, passaria a chamar-se África Têxtil 1º de Maio de Benguela, devido à aliança com aquela antiga fábrica. Com o tempo, mudou para a actual designação: Estrela Clube 1º de Maio de Benguela.

Com sede na Rua Domingos do Ó, na cidade de Benguela, o 1º de Maio foi campeão nacional em 1983 e 1985, tendo ainda na sua galeria três taças de Angola, conquistadas em 1982, 1983 e 2007, e uma Supertaça, em 1985.

Em termos de desempenho nas competições da Confederação Africana de Futebol (CAF), o 1º de Maio notabilizou-se, em 1994, como primeiro clube angolano a atingir a final da liga de clubes campeões africanos, ao perder na 2ª mão na Nigéria contra o Bendel Insurance.

Paralelamente, os "proletários" - onde já acutaram vedetas do futebol angolano como Maluka, Sarmento, Fidel, Fusso, Daniel, Zandú e Kiala -, têm, também, um histórico de despromoção no Girabola. Desceram de divisão em 1997, 2001, 2003, 2009 e 2011. 

Assuntos Futebol  

Leia também