Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Março de 2013 | 16h49 - Actualizado em 10 Março de 2013 | 16h49

Presidente da Federação Angolana garante regresso aos eventos internacionais

Ténis

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda  – O presidente da Federação Angolana de Ténis (FAT), Matias Castro da Silva, garantiu hoje, em Joanesburgo, África do Sul, esforços da sua instituição para o retorno do país aos eventos internacionais, ainda este ano.      

Em declarações à Angop, a partir da capital sul-africana, o dirigente desportivo confirmou contactos com o oficial da Federação Internacional da modalidade (ITF), na Região Austral do continente, a fim de negociar a dívida de Angola para com o órgão mundial.          

Com o mesmo propósito, o máximo da FAT apontou a extensão das conversações com responsáveis da Confederação Africana de Ténis (CAT), para que no mais curto espaço de tempo se possa permitir a participação das representações nacionais nos eventos sob a égide destas organizações internacionais.     

Em consequência de eleições em 2008, com processo encaminhado aos Tribunais de Luanda, o ténis nacional viveu alguns momentos de turbulência e letargia, estando afastado dos eventos da ITF e CAT, por dívida de 27 mil dólares americanos.

As dívidas com a ITF e CAT resultam principalmente do não pagamento de inscrições, subscrições e quotas, acrescidas de multas, dos anos de 2003 a 2012. No período em referência, a FAT foi dirigida pelos presidentes Luís Rosa Lopes, Gomes Maiato, e José Dias.

Matias Castro da Silva, oficial superior da Polícia Nacional, concorreu em lista única e de consenso dos associados de Luanda, Lunda Norte, Benguela, Namibe, Cabinda e Uíge, para o quadriénio 2012/2016.

Entre outros feitos, em 1989 Angola logrou, na pessoa do tenista Anacleto Neto (actualmente a residir no Canadá), um título africano de júniores.