Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

18 Fevereiro de 2015 | 19h37 - Actualizado em 18 Fevereiro de 2015 | 19h37

Landu garante primeiro título da época para o Libolo

Luanda - Ao defender duas grandes penalidades, o guarda-redes Landu foi o "herói" do Recreativo do Libolo na vitória diante do Benfica de Luanda, por 4-2, em jogo da Supertaça em futebol disputada hoje no estádio dos Coqueiros.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

FOTO ARQUIVO: Equipa do Recreativo do Libolo

Foto: Fotos de Francisco Miudo

O tempo regulamentar e o prolongamento terminaram em nulo.

Nos primeiros 45 minutos o Recreativo do Libolo criou mais ocasiões de golos, mas faltou pontaria nos seus
avançados na hora da finalização. O Benfica “entregou” a iniciativa de jogo ao adversário e optou
pelo contra-ataque, mas sem êxito.

Ao contrário do adversário, os campeões nacionais (Libolo) demonstraram maior fluidez ofensiva e
automatismos mais apurados, porém insuficientes para se colocarem em vantagem, terminando a primeira
parte com igualdade a zero bolas (0-0).

Na etapa complementar, aos 50 minutos, o Libolo criou a primeira ocasião de golo, mas Élber, atento,
defendeu o remate de Dário e na recarga Kaya chutou contra o corpo de um defesa “encarnado”.

Seguiu o encontro com o Libolo com maior posse de bola, mas sem êxitos na transição ofensiva, afunilando o seu jogo no meio campo. Por sua vez, as “águias” da capital foram-se adiantado
no terreno.

Aos 74 e 76 minutos o Benfica de Luanda quase chegava ao golo. Pedro rematou para uma defesa
apertada de Landu e Debele, sem ângulo, acertou na trave, naquelas que foram as últimas jogadas de
perigo no tempo regulamentar que terminou em branco (0-0).

No prolongamento as duas equipas entraram mais viradas para o ataque, com os guarda-redes a se
destacarem. Ainda assim, o jogo foi resolvido com a marcação de grandes penalidades por falta de golos.

Neste capítulo, o Libolo foi mais feliz, marcando quatro, contra dois do Benfica (4-2).

O Libolo destrona assim o Kabuscorp do Palanca.

Assuntos Futebol  

Leia também