Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

19 Dezembro de 2015 | 08h16 - Actualizado em 19 Dezembro de 2015 | 08h15

Futebol: Bispo aconselha discussão profunda para ultrapassar-se crise no Maquis

Luena - O bispo da Diocese do Luena, Dom Jesus Tirso Blanco, aconselhouesta sexta-feira, no Luena, os dirigentes do FC Bravos do Maquis, adeptos e sociedade para discutir de forma profunda a crise reinante na direcção e evitar-se a sua extinção.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Tirso Blanco - Bispo da Diocesse do Luena

Foto: Kynda Kyungu

Moxico: Comentador desportivo Simão Barros Kapassa

Foto: David Dias

Falando á Angop, a propósito do adiamento da Assembleia Geral Extraordinária, que estava prevista para este sábado e transferida para princípio de Janeiro e início de Fevereiro, afirmou que a salvação da manutenção do Maquis como clube passa pelo diálogo aberto, franco e sincero entre a direcção e a Caixa Social das FAA, o sponsor.

Sem entrar em pormenores, adiantou que o problema está identificado:  “Falta os homens sentarem à mesma mesa e dissipar-se todos as inquietações”, porque o regresso do Maquis beneficia não só a população mas o nome da província na arena nacional e internacional.

Quanto à descida de divisão da equipa, Dom Jesus Tirso diz-se triste, uma vez que o FC Bravos do Maquis fazia parte de um grupo de oito ou dez formações sólidas em termos financeiros e competitivos, porém está esperançado na resolução do problema e regressar em 2017 no Girabola.

Já o analista de futebol Simão Barros classificou de “grave crise” a que o Maquis vive, provocada “pelos próprios” dirigentes. Ainda assim, acredita que poderia se dar mais oportunidade à actual direcção, com um possível recuo do patrocinador (Caixa Social das FAA), uma vez que a província é a mais prejudicada.

“É Necessário diálogo. Se a direcção estiver mal deve ser substituída mas o Moxico deve continuar com o futebol ao mais alto nível, com o FC Bravos do Maquis”, defendeu.

O FC Bravos do Maquis foi relegado para a segunda divisão e falhou a participação da Taça da Confederação após vencer a Taça de Angola, por motivos financeiros.

Leia também
  • 17/12/2015 13:41:21

    Futebol: Adiada assembleia sobre futuro do Bravos do Maquis

    Luena - O presidente do FC Bravos do Maquis, Augusto Emanuel Quitadica "Docas", anunciou hoje, no Luena, o adiamento da Assembleia Geral extraordinária do clube, inicialmente prevista para o dia 19 de Dezembro corrente, por questões de agenda dos membros.

  • 16/12/2015 15:10:33

    Futebol: Torneio de futebol infantil arranca sábado

    Luena - Um torneio de futebol infantil para saudar os 40 anos de Independência Nacional realiza-se sábado, no Luena, com a participação de nove equipas, de igual número de municípios da província do Moxico.

  • 16/12/2015 12:26:02

    São Silvestre: Moxico precisa mais de novecentos mil Kwanzas

    Luena - Novecentos e 30 mil Kwanzas são necessários para Associação Provincial de Atletismo suportar as despesas dos representantes do Moxico à corrida pedestre de final de ano São Silvestre de Luanda, a decorrer a 31 de Dezembro.