Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

28 Abril de 2016 | 16h08 - Actualizado em 28 Abril de 2016 | 16h07

Polidesporto: Ex-futebolista Oliveira Salumbo eleito presidente do Petro do Huambo

Huambo - O ex-futebolista angolano Oliveira Rebelo Salumbo, de 57 anos de idade, foi eleito presidente de direcção do Petro Atlético do Huambo, para os próximos quatro anos, em assembleia geral extraordinária realizada hoje, na cidade do Huambo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os sócios elegeram para a vice-presidência da nova direcção dos “alvi-negros” Amilcar Mateus de Oliveira Salumbo, Ivone Machado, José Dias Brás e Aurélio Kayumbuka, enquanto José Manuel Constantino, Antero Paulo, Alcino Manuel e Eduardo Evambi são vogais de direcção.

A mesa da assembleia geral é presidida por Manuel Almeida e dela fazem parte Ernesto Domingos (vice), Luís Isidoro (1º secretário), Bernardino Real (2º secretário) e Joia Manuel (relactor).

Para o conselho de disciplina foram eleitos Ilídio Miguel (presidente), Alberto Camulombo (vice), Maria Ucuahamba, Carlos Melo e Monteiro Calamba (vogais), sendo que o conselho fiscal será ocupado por Jaime Lua (presidente), Moisés Cassoma (vice), Noé Mota, Lucas Artur e Carlos Cambolo (vogais).

As eleições no Petro Atlético do Huambo tinham sido convocadas para o dia 26 de Março, sendo que inicialmente estavam a concorrer, pela lista A, Fernando Manuel Tito ''Geoveti” e, pela B, Aníbal Rebelo de Oliveira Salumbo, dois ex-futebolistas do clube em épocas diferentes.

No acto da abertura das candidaturas de ambos, a 12 de Janeiro, a comissão eleitoral considerou ilegível a lista B, por alegado incumprimento dos requisitos exigidos.

Na sequência, Aníbal Rebelo de Oliveira Salumbo intentou, na sala cível e administrativo do tribunal, uma acção de providência cautelar, da qual resultou a nulidade da decisão da comissão eleitoral e, consequentemente, recomeço de todo o processo.

Uma nova comissão eleitoral foi criada, em assembleia-geral de sócios, no dia 20 de Fevereiro, tendo a mesma se auto-demitido no dia 22 de Março, depois de ter confirmado a recepção das candidaturas de Carlos Alberto Pires “Graça”, lista A, e Anibal Rebelo de Oliveira Salumbo, lista B.

Como pretexto, alegaram constantes interferências nos seus trabalhos, transtornos e vandalização do material afixado nas instalações do clube, factores que os três membros da comissão eleitoral admitem colocar em causa a idoneidade dos mesmos e a integridade fisica.

No passado dia 24, os sócios voltaram a reunir-se, em assembleia extraordinária, tendo decidido marcar o acto eleitoral da futura direcção para hoje. Unanimemente decidiram, também, afastar o candidato da lista A, Carlos Alberto Pires “Graça”, por ilegibilidade do mesmo e de alguns integrantes da sua lista, nos termos do estatuto do clube e demais leis vigentes no país, por litígios que têm com a agremiação.

Considerado o maior emblema desportivo da província do Huambo e um dos mais carismáticos e respeitados da região centro e sul do país, o Petro Atlético do Huambo foi fundado a 5 de Janeiro de 1980, na sequência da fusão entre as agremiações locais do Atlético de Nova Lisboa e o Desportivo da Sonangol.

O seu primeiro presidente foi Armando Machado, co-fundador da agremiação, e que anos mais tarde chegou a exercer o mesmo cargo na Federação Angolana de Futebol. Depois dele o clube foi liderado por Armando Cangombe (Piriquito), já falecido, Carlos Alberto Pires (Graça) e José Sobrinho.

Desde 2012 o clube era presidido por João da Reconciliação André, um ex-futebolista dos “alvi-negros” do planalto central.

 

Assuntos Província » Huambo  

Leia também