Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Agosto de 2016 | 18h24 - Actualizado em 10 Agosto de 2016 | 18h24

Desporto adaptado: Apresentado livro sobre José Sayovo

Luanda - Uma obra biográfica sobre a vida do velocista paralímpico José Armando Sayovo, intitulada "O Céu Pode Esperar foi apresentada nesta quarta-feira em conferência de imprensa, num hotel de Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Biografia "O Céu Pode Esperar"

Foto: Henri Celso

Do Abílio da Conceição,

A obra, de autoria de Abílio da Conceição, retrata a vida do recordista mundial e paralímpico desde a infância ao cumprimento do serviço militar, culminando com a sua cegueira.

Segue à fase da recuperação física, mental e a reinserção na sociedade, sendo nesta última fase em que, por via do Comité Paralímpico Angolano (CPA), se iniciou no desporto.

O livro demonstra inicialmente a história de um homem desiludido e sem como dar rumo à vida com base na nova situação (cegueira), mas depois a salvação por via do desporto para deficientes.

Sayovo assume na obra ter sido levado para o atletismo por António Manuel da Luz (secretário-geral do CPA) e por José Manuel (coordenador técnico e seleccionador nacional), numa altura que pensava ser impossível correr sem poder ver.

José Sayovo nasceu a 3 de Março de 1973, na aldeia Cambuengue, Município da Catabola (província do Bié). Ingressou no serviço militar a 20 de Agosto de 1988 aos 15 anos de idade. Uma década depois, a 25 de Agosto de 1998 é vítima de mina. O desporto surge em 1999 e mudou tudo, ou seja, tornou-se no atleta paralímpico de maior referência nacional, africana e global com subidas inéditas ao pódio dos Jogos Paralímpicos.

O prefácio da obra de 111 páginas é assinado pelo presidente de direcção do Comité Paralímpico Angolano, Leonel da Rocha Pinto.

O líder federativo escreve: “O Sayovo é o rosto visível do trabalho do Comité Paralímpico Angolano. Ele é um cidadão que demonstrou ao país que a deficiência não inibe ninguém de dar a sua contribuição para o desporto. É um símbolo da reintegração do deficiente na sociedade angolana”.

Assuntos Desporto Adaptado  

Leia também
  • 14/01/2019 18:05:38

    Desporto adaptado: Heno e Jesus no Estambul Sport Club

    Luanda - Os futebolistas adaptados do Misto de Luanda Heno Guilherme e Jesus Morais, ambos campeões do mundo "México2018", seguem domingo para Turquia, onde vão representar o Estambul Yeditepe Sport Club por cinco anos, numa transferência inédita neste tipo de desporto em Angola.

  • 10/12/2018 09:58:39

    Desporto Adaptado: José Fernando vence prova de atletismo

    Huambo - O atleta José Fernando venceu, domingo, na cidade do Huambo, a prova de atletismo adaptado em masculino, organizado pela Associação Provincial da modalidade para comemorar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, assinalado a 4 deste mês.

  • 01/12/2018 18:34:59

    Sul-africana sugere aposta na prova interna

    Luanda - A seleccionadora da África do Sul de basquetebol em cadeira de rodas, Lydia Dumond, afirmou neste sábado, em Luanda, ser a aposta na competição interna o principal caminho para o desenvolvimento da modalidade em Angola.

  • 01/12/2018 17:57:32

    Basquetebol Adaptado: "Faltou concentração" - Técnico

    Luanda - O seleccionador nacional de basquetebol adaptado, Moniz Marques, afirmou neste sábado, em Luanda, ter a falta de concentração ditado a derrota da sua equipa diante da África do Sul, por 40-70, na final do torneio internacional Lwini.