Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

06 Fevereiro de 2017 | 16h53 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2017 | 18h51

Futebol/Girabola: FC Bravo dos Maquis - O regresso dos "combatentes"

Luena - Regressado ao campeonato nacional da I divisão, edição 2017 do Girabola, o FC Bravos do Maquis apresenta um novo perfil para a presente temporada futebolística com um orçamento previsto de cinco milhões de dólares americanos para a época.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

FC Bravos do Maquis do Moxico

Foto: David Dias

(Por Yambeno Daniel)

Portanto, após uma interrupção de uma época, eis o Moxico de volta à fina flor, com maior fulgor e vigor para impor à expressão da geografia, a competitividade do futebol nacional.

Foi assim, quando chegou à final e venceu a taça de Angola, embora, por dificuldades financeiras, não tenha conseguido disputar as Afrotaças. Já está na história do futebol nacional porque foi a primeira formação da segunda divisão a vencer a segunda maior competição futebolística no país.

Em paralelo com os desafios no relvado, a direcção tem um passivo com dívidas da época anterior. Para tal, conta com um novo patrocinador.

Criação do FC Bravos do Maquis

O Futebol Clube Bravos do Maquis surgiu numa iniciativa do antigo chefe de Departamento da Administração e Finanças da Delegação Provincial dos Antigos Combatentes do Moxico, então coronel na reserva, Guilherme António dos Santos Muatchigueji, quem trazia a ideia a partir da guerrilha onde participava na Luta de Libertação Nacional de Angola.

Em 1982, Muatchigueji, junto um grupo de colegas da Delegação Provincial dos Antigos Combatentes, com destaque para Manuel Vieira Alberto, António Isaac Mana e Pinto Augusto Kuzo para a promoção da ideia que visava pura e simplesmente a criação de uma equipa de futebol para dignificar a memória de todos os combatentes tombados pela causa da defesa da Pátria.

Assim, em 1983, foi realizada na cidade do Luena a I Assembleia do clube, culminando com a eleição da sua primeira direcção que ficou assim constituída: Manuel Vieira Alberto (Presidente), António Isaac Mana (Vice-Presidente) e Pinto Augusto Kuzo (Secretário Geral).

A partir deste ano a equipa começou a participar no campeonato provincial até atingir o campeonato de apuramento a primeira divisão.

Designação: Futebol Clube Bravos do Maquis

Data de Fundação: 27 Julho 1983

Presidente: Augusto Manuel José Quitadica “Docas”

Equipa Técnica:

Técnico principal: João Pintar da Silva (angolano)

Adjuntos: Mariano Júlio, Ávalos Horácio, Pedro Jorge, José Nguli

Seccionistas: Dana Garcia Nunes e José Jongola

Departamento Médico: Rotano Chinguli (Médico), Alfredo Filipe Santana Fifi (fisioterapeuta), Patrício Samuhata e Lourenço Nelito (Massagistas).

Principais contratações: Jó, Dadão, Quinzinho, Miro, Cedrick, Josemar;

Principais saídas: Chole, Benvindo, Ikuma

Jogo de abertura do Girabola2017: com Progresso da Lunda Sul

Estádio: Jonas Cufuna Mundunduleno

Capacidade: 4.300 espectadores

Inauguração: Novembro de 2005

Localizado no extremo norte da cidade do Luena, no bairro Mandembue (antigo Manguxi) e circundado por eucaliptos, o nome Jonas Cufuna Mundunduleno, homenageia um antigo guerrilheiro e comandante do MPLA na região leste de Angola.

Cores tradicionais: Camisolas brancas com barras azuis e calções azuis e Camisolas e calções azuis.

Ano de estreia no Girabola: 1999

Melhor época no Girabola: 2013

Pior época no Girabola: 2015

Títulos: Taça de Angola, edição de 2015

Fonte de Financeiro: Empresa Diamantífera SODIAM

Previsão de Orçamento para a época: Cinco Milhões de Dólares Norte-Americanos

Principais dificuldades: Passivos financeiros contraídos em 2015

Números de Sócios: 208

Média: www.fcbravosdomaquis; facebook: bravosdomaquis

Jogadores de referência que passaram pelo clube: Zé Kalanga, Mingo Sanda, Breco, Pitshú, Minguito

Maior goleador da história do clube: Chole

Destaque do plantel para época de 2017: Quinzinho, Miro, Josemar, Djó, Pataka

Objectivo na época 2017: Manutenção no Girabola

Competições a participar em 2017: Girabola e Taça de Angola

PLANTEL ACTUAL

Nome completo

Apelido

Posição

Nacionalidade

Antigo clube

idade      

01

Windua P.C. Panzo

Lami

Guarda-redes

Angolana

Maquis

26

02

Epanda Marcelo José

Rochana

Guarda-redes

Angolana

4 de abril

03

Manuel Nzanzi Pedro

Dadão

Guarda-redes

Angolana

R.Caála

04

José Lelo S. Barros

Lelo

Defesa central

Angolana

Maquis

34

05

Florentino S. António

Dino

Defesa central

Angolana

1º de Maio

06

Ntui Etah

Etah

Defesa central

Camaronês

Petro de Luanda

32

07

Elídio E. H. Kassa

Elídio

Defesa central

Angolana

Maquis

08

Yuri Mabi Dala

Yuri

Defesa direito

Angolana

Maquis

33

09

Paulo V. Macuva

Sávio

Defesa esquerdo

Angolana

Maquis

25

10

Almiro Edson. D. Lobo

Miro

Defesa esquerdo

Moçambicano

ASA

34

11

Lourenço C. S. Adriano

Lourenço

Médio trinco

Angolana

Acad. Lobito

24

12

Higino José Monteiro

Monteiro

Médio trinco

Angolana

Maquis

21

13

Joaquim C. Paciência

Ponta-de-lança

Angolana

Desp. Huila

14

Bento Nelson Tomás

Betinho

Médio volante

Angolana

Maquis

22

15

Garcia Pedro

Graça

Médio Volante

Angolana

Porcelana

23

16

Josemar T. Machaisse

Josemar

Médio Volante

Moçambicano

Costa do Sol

30

17

Johannes G. Jantse

Djó

Médio Volante

Angolana

Maquis

32

18

Jubilo J.N. Cassanguili

Médio Volante

Angolana

Maquis

21

19

Marcelo D. Assunção

Marcelo

Médio direito

Angolana

Maquis

29

20

Luciana C. M. Camará

Luciano

Ponta de lança

Brasileira

Maquis

28

21

Osvaldo P. Pinheiro

Vado

Médio direito

Angolana

Maquis

20

22

Joaquim A. Zamba

15zinho

Médio direito

Angolana

Prog. L. Sul

23

Domingos Monteiro

Nilton

Médio direito

Angolana

Maquis

24

Felisberto Sebastião

Dabanda

Médio direiro

Angolana

Maquis

22

25

Venâncio A. S. Ncundi

Paizinho

Médio Esquerdo

Angolana

Maquis

22

26

Carlos Nzunzi Fula

Carlos

Médio trinco

Angolana

Maquis

27

Domingos Nzolamesso

Cedrick

Ponta-de-lança

Angolana

R. Caála

28

Paulino José Clemente

Angolana

Leia também
  • 08/11/2018 07:40:27

    Liga dos campeões: Benfica complica apuramento enquanto City e Real goleiam

    Lisboa - A equipa do Sport Lisboa e Benfica empatou em casa com o Ajax da Holanda e ficou com o apuramento para os “oitavos” da Liga dos Campeões de futebol mais longe, numa ronda em que Manchester City e Real Madrid se destacaram pelas goleadas impostas.

  • 05/11/2018 13:45:57

    Desporto adaptado: Título mundial atribui valências ao país

    Luanda - O presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Gustavo da Conceição, considerou hoje, em Luanda, que o título mundial de futebol com muletas, conquistado pela selecção nacional este domingo, reforça universalmente o potencial demonstrado, há anos, e atribui valências ao país a nível do desporto adaptado.

  • 05/11/2018 05:54:56

    Futebol adaptado: Angola é campeã do mundo

    San Juan de Los Lagos, México (Do enviado especial) - - A selecção de Angola sagrou-se campeã do mundo de futebol com muletas, ao vencer esta madrugada a congénere da Turquia por 5-4, na final do campeonato do mundo que decorreu no México.

  • 05/11/2018 04:45:03

    Futebol: 1º de Agosto junta-se aos líderes do Girabola

    Luanda - O 1º de Agosto juntou-se domingo ao grupo das seis equipas que lideram o campeonato nacional de futebol da primeira divisão, com quatro pontos cada, após ter batido o Desportivo da Huíla por 2-0, em jogo da segunda jornada disputado no estádio 11 de Novembro.