Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Fevereiro de 2017 | 06h00 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2017 | 12h44

Futebol/Girabola: Santa Rita de Cássia ilustre desconhecido com mundialista no plantel

Uíge - A padroeira das causas impossíveis deu origem a um clube desportivo com o mesmo nome, Santa Rita de Cássia, na província do Uíge, e a sua primeira ?obra? foi chegar à 1ª divisão nacional em apenas poucos meses.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zé Kalanga, figura de destaque do Santa Rita

Foto: Pedro Parente

(Por Neucêncio Dikuiza Alfredo/Santos Garcia Kiala)

A agremiação sucede a uma homenagem ao santuário, inaugurado há quatro anos, na aldeia Casseche, 15 quilómetros a sudoeste da cidade capital da província, pelo bispo Emílio Sumbelelo.

A história, perfil e percurso do único representante da província do Uíge no Girabola-Zap/2017, quase ou nada se pode contar, a julgar pelo pouco tempo do seu aparecimento na arena do futebol nacional, ocorrida no ano passado.

Trata-se de uma iniciativa do casal Nzolani Pedro, cujo emblema tem representado santa pegando uma cruz e em cima da cabeça, rodeada de três anjos.

Surge com objectivo de potenciar as crianças no melhoramento das suas performances e na descoberta de novos talentos.

Fundado a 29 de Agosto de 2015, o clube usa as cores rosa, branca e preta. O rosa e branco é a principal e como alternativa usa branco e preto.

A sede situa-se no centro da cidade do Uíge, e o espaço adquirido na área do Bairro Gai, periferia da cidade, para a construção do futuro estádio, centro de estágio, assim como quadra desportiva para as modalidades de sala, são o património da jovem equipa.

Com estreia no GirabolaZap2017 diante do tetracampeão o Recreativo do Libolo, no dia 10 de Fevereiro, às 15 horas, no estádio municipal 4 de Janeiro (1200 lugares), reduto para os jogos “em casa”.

Inicialmente denominado “José Ferreira de Lima”, aquando da sua inauguração a 17 de Março de 1968, o estádio localiza-se na rua da Agricultura, centro da cidade do Uíge.

Com bancadas apenas na parte frontal, o recinto foi reinaugurado a 8 de Fevereiro de 2003, pelo então ministro da Juventude e Desportos, José Marcos Barrica.

Os “católicos” marcam presença no GirabolaZap/2017 graças à primeira posição do torneio Zonal A de Apuramento, com oito pontos, feito conseguido quando tinha apenas um ano e 10 dias de existência.

Na sua breve existência, tem no seu palmarés dois troféus: de campeão provincial e do campeonato nacional da II divisão.

O feito em tempo recorde será indelével para os uigenses, pois permitiu devolverem em 2016 a província à maior competição do país.

Desconhece-se o orçamento para a presente época, na qual a Santa Rita vai disputar o GirabolaZap e a Taça de Angola.

Actualmente o clube é patrocinado pela Cris Gunza, empresa vocacionada na construção civil, obras públicas, agricultura e outros serviços.

O objectivo para 2017 é a sua manutenção e adquirir uma classificação aceitável.

Na sua passagem pelo campeonato provincial do Uíge e “Segundona” as referências foram os treinadores nacionais como Joaquim Muyumba e Paulo Saraiva. Este último foi o obreiro da ascensão ao escalão máximo do futebol nacional, feito já realizado em 2014, ao serviço do Domante FC do Bengo.

Na época desportiva que abre a 4 de Fevereiro, a Santa Rita de Cássia  contará com os préstimos de Paulo Baptista Sima “Zé Kalanga”, autor do cruzamento que proporcionou o golo de Akwá, que levou Angola pela primeira vez a um campeonato do mundo (Alemanha2006).

Este médio-ala está igualmente registado nos anais do futebol angolano por outro motivo.

Durante o Mundial da Alemanha, em que Angola defrontou Portugal (0-1), México (0-0) e Irão (1-1). Neste último jogo foi apontado o único golo dos Palancas Negras em mundiais até ao momento. Foi um cabeceamento de Flávio Amado, que respondeu da melhor forma a um cruzamento de Zé Kalanga.

Além de Kalanga, o plantel tem outra referência da selecção nacional: o médio Norberto Mauro Malenessa “Maurito”.

Neste momento está em curso uma campanha de crescimentos de sócios em todos os municípios. Os números actuais apontam para cerca de 800.

Este processo esta em curso com a expansão de núcleos a nível municipal.

Em termos de concretização quem mais se destaca é um homónimo do goleador do Girabola Love Cabungula, que passou pelo ASA, 1º de Agosto, Petro de Luanda e Sagrada Esperança.

Neste caso também se chama Love, mas facturou até ao momento seis golos.

A programação inscreve como provas para Santa Rita o Girabola-Zap e Taça de Angola.

Email: santaritadecassiaclube@gmail.com.

PLANTEL

Equipa técnica: Sérgio Daniel Moniz Traguil (técnico principal), Kongolo Lusala Nseye, (treinador adjunto), Paulo Chindala Sanjabela (Preparador físico), Kongolo Lusala Nseye (Treinador adjunto), Pedro Maria Barros (Treinador de guarda-redes)

Guarda-redes: João Vata “Vata”; Kingslei Kiss Kof “Kisse”; António Sena Tuiango Morais “Coby”; José Tibúrcio

Defesas: Sungu Kintatu “Roblem”; Carlos Tashungu Wungu “Tashungu”;  Cristiano Diassilu “Cristiano”; Adilson Bruno Mfulu “Bruno”, Aires Emilson Gonzaga “Emilson”, Makuntima Fernando “Makuntima”, Joel Diaku “Veia”

Médios: Emanuel A. Thomas, Fernando Mussibo Augusto “Nando”, Pedro Tati “Nduly”, Roberto Yuri Lutanda “Yuri”;  Leandro França Cerqueira “Leandro”; Simba Paulo Baptista “Zé Kalanga”, Gonçalves Mpassi “Lema”, António Lukeba “Iniesta”, Makinda Gomes “Cliton”; Pedro Maienga “Gazeta”; Vemba Mawete “Vemba”; Mauro E.F. Manuel “Chano”

Avançados: Liliano Pedro “Liliano”, Sesugh Dennis “Dennis”, Mukenge Shayi Tumba “Shayi”, Norberto Mauro Malenessa “Maurito”

O jogador mais jovem do Santa Rita de Cássia FCé o avançado angolano Liliano Pedro (Liliano), com 20 anos. No outro extremo, aos 36 anos, está o avançado  angolano, Norberto Mauro Malenessa (Maurito).

Jogadores de destaque:

-Paulo Baptista Simba (Zé Kalanga, médio-ala) nasceu aos 12 de Agosto de 1983, com 1,75 m e pesa 72 kg, ano de ingresso no Santa Rita FC/2017, vindo do Bravos do Maquis, além disso, já representou equipas nacionais como Petro de Luanda e Recreativo do Libolo, em 2004/2006 e 2010/2013, respectivamente, e no estrangeiro, tendo como passagem no Dínamo da Roménia (2006/2017 e 2008/2010), Boavista FC de Portugal (2007/2008)

- Norberto Mauro Malenessa (Maurito) “médio direito”, altura 1,81 m, peso 77kgs, nasceu a 24 de Maio de 1981, passagens pelo Santos FC de Angola (2001/2003),  Vasco da Gama Sines de Portugal (2004), Al-Jazira do Emirados Árabes Unidos (2004/2005) e Al-Wehda da Árabia Saudita.

Jogou igualmente no Al-Wahda dos Emirados Árabes Unidos (2006/2007), Al- Kuwait do Kowait (2007/2008), Al-Raffa do Barein (2008/2009), Al-Salmiyah do Kowait (2009/2010), Petro de Luanda (2009/2010), Minangkabau FC da Indonésia (2010/2011), PSAP Sigli da Indonésia (2011/2012) e Recreativo da Caála (2011/2012)

Equipa técnica - Treinador principal, Sérgio Daniel Moniz Traguil, nasceu a 10 de Outubro de 1980, natural de Portalegre/Portugal, ano de ingresso no Santa Rita FC 2017, proveniente do Hearts of Oak, da primeira divisão do Ghana, em que alcançou o 3º lugar do campeonato.

Estreando-se como treinador nas equipas de formação do Benfica de Portugal e teve passagem em clubes como Atlético Clube Portus Alecer, Estrela de Portalegre e os nigerianos do Kaduna United, Elite Football Academy e AGO FC.

Assuntos Futebol   Província » Uíge  

Leia também