Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

19 Dezembro de 2017 | 17h00 - Actualizado em 19 Dezembro de 2017 | 17h00

Futebol: Zoran Maki confirmado no comando técnico do 1º de Agosto

Luanda - Depois de muita expectativa sobre o substituto do bósnio Dragan Jovic, a direcção do 1º de Agosto confirmou hoje, em Luanda, a contratação do sérvio Zoran Manoljovic Maki para assumir o comando técnico dos campeões nacionais nas próximas duas temporadas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Equipa do 1º de Agosto

Foto: Henri Celso

De acordo com o vice-presidente para o futebol do 1º de Agosto, Paulo Jorge Magueijo, o treinador já começou a trabalhar no plano administrativo para a composição do plantel para o ano de 2018, época em que os agostinos  estarão engajados em quatro frentes, nomeadamente Supertaça, Girabola Zap, eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos e a Taça de Angola.

O acerto com este novo técnico mostra muito bem a intenção dos rubro-negros em continuar a apostar na escola da Europa do Leste, cujos feitos são visíveis, onde nos últimos três anos, com Dragan Jovic, conquistaram dois campeonatos nacionais seguidos e uma Supertaça.

Dessa escola de futebol da Europa do Leste já passaram pelo 1º de Agosto vários treinadores, com destaque para os jugoslavos Ivan Ridnivic (deu o segundo título de campeão ao 1º de Agosto em 1980) e Dusan Kodic (venceu por duas ocasiões 1991-1992, altura em que estava há dez anos sem lograr o troféu).

Maki, que já foi adjunto dos militares na era Lujbinko Drulovic  (2010), já orientou a formação do Kabuscorp do Palanca e Sagrada Esperança da Lunda Norte.

Dragan Jovic deixou o cargo por questões de saúde, depois da disputa da final da Taça de Angola, em que os militares perderam, por 1-2, com rival Petro de Luanda.

O novo timoneiro da formação do Rio Seco, em declarações ao canal desportivo da Rádio Nacional de Angola, disse ser um grande desafio assumir os bi-campeões, que têm como grande objectivo para a próxima época entrarem para a fase de grupos da liga dos clubes campeões africanos.

“Não será uma temporada fácil, estamos conscientes disso, mas estamos preparados para fazer época em grande”, realçou.

Assuntos Futebol  

Leia também