Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

08 Fevereiro de 2018 | 00h49 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2018 | 08h48

Plantel do Desportivo da Huíla para época 2018

Lubango - A direcção do Desportivo da Huíla, liderada por Fabiano Hiyepa, aponta como objectivo a melhoria do sétimo lugar alcançado na época passada na época futebolística que inicia sábado com o Girabola, única prova em que os huilanos estarão envolvidos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mário Soares - técnico do Desportivo da Huíla

Foto: Morais Silva

Desportivo da Huíla

Foto: José Krithinas (arquivo)

Com seis caras novas no grupo, entre os quais um guarda-redes, igual número de defesa, três médios e um avançado, a equipa enfrentará o desafio de ter de lidar com a saída de oito importantes jogadores, nomeadamente, os médios Dadão, Mwenho, Joãozinho, Lito e Belito, por opção dos mesmos, assim como do guarda-redes Lambito, dispensado, o central Bonifácio e os avançados Severino e Bongó.

A equipa de Mário Soares chega à nova temporada com seis “reforços”, designadamente o guarda-redes Coio, o central Sargento, o trinco Manucho Dinis, ambos cedidos pelo 1º de Agosto, assim como Além, ido do 1º de Maio, Manusele, jogador que militava na equipa de futsal da RNT de Luanda e Leonel, adquirido ao Progresso da Luanda Sul.

Manucho Dinis regressa, dez anos depois, para encerrar carreira na equipa que o lançou, enquanto Sargento está igualmente de volta depois de três anos ao serviço do 1º de Agosto.

O Desportivo da Huíla foi fundado a 7 de Março de 1998, sob iniciativa do general Francisco Pereira Furtado, seu primeiro presidente, na altura nas vestes de comandante da Região Militar Sul, é uma espécie de “filial” do 1º de Agosto, defronta no primeiro jogo do GirabolaZap, este domingo, no “seu” campo o Interclube.

As cores que predominam o clube ou seja a equipa principal de futebol é o vermelho, amarelo e branco.

O seu primeiro ano de estreia no Girabola foi em 2002 e a melhor época desportiva no campeonato aconteceu em 2013, quando chegou a sexto lugar, melhor classificação de sempre, ano em que foi finalista vencido da Taça de Angola, que lhe habilitou a participar das Afrotaças no ano seguinte, tendo chegado aos oitavos de final.

As piores épocas foram em 2003 e em 2010, quando desceu de divisão, em ambas ocasiões em ambas ocasiões em penúltimo lugar.

Até 2015, o clube recebia das Forças Armadas, seu patrocinador oficial, 20 milhões de Kwanzas por época, de lá para cá bateu-se a crise e os seus dirigentes escusam-se de falar em números.

As principais dificuldades que o desportivo da Huíla enfrenta, tem a ver com a falta de verbas para adquirir novos jogadores, assim como para gerir o estádio da Senhora do Monte, sob sua jurisdição. 

O maior goleador da equipa foi o avançado Bena, que chegou aos 14 golos na temporada 2013. As principais referências actuais são, Chiquinho, Mendes, Sargento e Tchiwe, Bruno, MiltonCagodó, Nandinho, Avex e Kémbua.

A equipa da quinta região militar sul fará os seus jogos no estádio do Ferroviário da Huíla, que tem a capacidade para sete mil pessoas.   

Eis o plantel completo de 29 atletas:

Guarda-redes: Kissi (23 anos), Coio (21), Jairo (19) e Varito (25)

Defesas: Sidney (31 anos), Zé (22), Bruno (31), Tchiwe (32), Ally (33), Sargento (29), Elias (26) e Jó (23).

Médios: Milton (22 anos), Além (24), Jojó (25), Cristian (27), Nandinho (21), Manucho Dinis (32), Nuno (21), Cagodó (25), Bruno Manuel (23), Malamba (22), Manusele (21) e Avex (34).

Avançados: Kémbua (31 anos), Chiquinho (32), Beto (25), Mendes (22) e Leonel (24).

A equipa está com uma média de idade de 26 anos, o jogador mais velho é o médio central Avex e o mais novo o guarda-redes Jairo.

Equipa técnica:

Mário Soares – técnico principal

Hélder Cruz – técnico-adjunto

Firmino Augusto – técnico-adjunto

Zela Barroso – técnico de guarda-redes

José Rodrigues Campos – responsável da área de "scouting"

Luís Sipilante – médico

João Jorge António – massagista

Avelino Gabriel Moisés - roupeiro

João Domingos Adão – director para o futebol

António Chiyo Tchimbungo – chefe de departamento do futebol

Na época transacta, a maior referência da equipa foi o avançado Kémbua, com quatro golos.  Chegou aos 41 pontos em 30 jogos, marcou 23 golos e sofreu 28.

Leia também
  • 02/02/2019 18:58:54

    Girabola2018/19: Sagrada Esperança - D. Huila (Ficha técnica)

    Dundo - O Sagrada Esperança da Lunda Norte venceu neste sábado o Desportivo da Huíla por 2-1, em jogo da 15ª e última jornada da primeira volta do GirabolZap2018/19.

  • 30/01/2019 18:13:54

    Andebol: Técnico do Petro culpa arbitragem pela derrota

    Lubango - O técnico principal da equipa do Petro de Luanda em andebol júnior feminino, Luís Chave, culpabilizou hoje, na cidade do Lubango, a equipa de arbitragem pela derrota 15-25, diante do 1º de Agosto, na final do nacional da categoria, decorrida no pavilhão Nossa Senhora do Monte.

  • 30/01/2019 18:02:20

    Andebol: Defesa dita resultado na final do nacional junior - José Chuma

    Lubango - O técnico principal da equipa júnior feminina de andebol do 1º de Agosto, José Chuma, atribuiu hoje, no Lubango, à acutilância da defesa o mérito do resultado de 25 -15 sobre o Petro de Luanda, na final do campeonato nacional da modalidade.

  • 30/01/2019 13:30:39

    Andebol: Masseu carrega D'Agosto ao título

    Lubango - Com sete golos da ponta Beatriz Masseu, o 1º de Agosto conquistou nesta quarta-feira, no Lubango, província da Huíla, o 39º Campeonato Nacional de andebol júnior feminino, com vitória sobre o Petro de Luanda, por 21-15.